Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DOS BONS SENTIMENTOS

“O sentimento cria, edifica, alimenta, ilumina. O sentimento é a luz divina. Só ele é bastante grande, para elevar-se da esfera comum, quebrando as fórmulas rasteiras.”

Francisco Cândido Xavier

Amigos

Mediante tantos esclarecimentos que a doutrina Espírita nos trás, aproveitemos, não apenas para refletirmos, mas sim para praticarmos… O convite nesta semana é para OS BONS SENTIMENTOS.
Por apenas um instante, voltemos para dentro de nós mesmos… O que encontramos? Cada um tem a sua particularidade, cada um encontrará o que cultivou…
Se o que encontramos é bom, nos trás alegria e satisfação estamos no caminho certo, aquele que fomos criados para trilhar em direção ao nosso Pai seguindo o grande exemplo do nosso mestre e irmão Jesus. Caminho de felicidade, onde se vivencia caridade, perdão, indulgência, renúncia, entre tantas outras ações positivas e edificantes a nós e ao nosso próximo.
Se o que encontramos não foi agradável, se a mágoa, a discórdia, a inveja, o orgulho e tantos mais se fazem presentes, não devemos nos desanimar, pois temos a oportunidade de reverter, é hora de fazermos valer o nosso livre arbítrio e usá-lo com sabedoria, caminharmos em direção Daquele que nos aguarda sem nos julgar e que nos ama da mesma forma desde o momento que nos criou.
E ao fazermos essa escolha comprovaremos então que o maior beneficiado com essa escolha somos nós mesmos.
Texto do Evangelho para a Semana:
Cap.: XI – Item 8 – A lei de amor

EDUCAÇÃO DOS SENTIMENTOS

“… Dentre as várias funções psíquicas aperfeiçoáveis destacamos a área dos sentimentos, pois estes que se encontram intimamente ligados ao campo da moral, bem como são eles que fazem aflorar o fulgor das virtudes humanas.
Allan Kardec faz várias referências à necessidade de trabalharmos os sentimentos. No livro O Céu e o Inferno, ele proclama que “no encarnado como no desencarnado, é sobre o sentimento que se faz mister atuar”. Na obra O Evangelho Segundo o Espiritismo, ele dizia com todas as letras: “… a fim de avançar para a meta, tem a criatura que vencer os instintos em proveito dos sentimentos, isto é, que aperfeiçoar esses últimos”. (…) Basta, apenas, que façamos a opção pelo caminho regido pelas leis de Deus, pois somente estas trarão as bem-aventuranças almejadas por todos nós. Por que, então, não colocar esses sentimentos em nossos projetos de vida se a felicidade só vira através delas. É como se pudéssemos optar por dois caminhos um deles nos levará para o sofrimento e o outro para a plenitude interior. Ambos são regidos por leis específicas e antagônicas. As leis que regem a estrada do sofrimento são aquelas que estimulam o ressentimento, a vingança, o orgulho, o egoísmo, a violência e toda essa gama de comportamentos infelizes que perambulam o psiquismo humano. No entanto, as leis que regulam o caminho da felicidade do homem estimulam o perdão, a indulgência, a caridade, a compaixão, a bondade e todas as virtudes que elevam o ser humano à condição de espírito sublimado… A importância, portanto, esta na escolha do caminho: aquele que se eleva ou aquele que rebaixa a criatura. Dessa escolha depende a sua felicidade.(…)

Trecho extraído do Livro: Educação dos Sentimentos
Escrito por Jason de Camargo