Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DOS BEM AVENTURADOS

“Bem aventurados os que choram, os que têm fome e sede de justiça e os que padecem perseguição porque deles é o Reino dos Céus.”
(Mateus, cap. V; vers. 4,6,10)

Amigos

Durante este mês de Maio, vamos falar sobre as Bem Aventuranças, para que possamos nos aproximar e entender melhor os ensinamentos que o Mestre Jesus nos deixou.
Comecemos então a refletir sobre o que nos causa ou traz aflições ao nosso coração, trazendo junto muitos transtornos para o nosso dia a dia.
Seriam os acontecimentos externos causados por outrem, ou seriam os conflitos internos que muitas vezes temos a tendência de mascarar para justificarmos a nossa omissão em alguma situação?
Seja qual for a nossa aflição ou aflições, seja ela de ordem material, moral ou espiritual, que sirva para nos impulsionar na busca do entendimento das Leis Divinas e, ao compreender essas Leis que possamos fazer a nossa parte, superando essas aflições que na grande maioria das vezes nós somos os causadores.
Tenhamos fé e sejamos perseverantes nessa busca, pois desde o momento da nossa criação temos reservado para nós um final pleno de felicidades.

Texto do Evangelho para a Semana:
Cap.: V – Item 18 – “Bem e Mal sofrer”

ESTÁS AFLITO?

“A quem, então, há de o homem
responsabilizar por todas essas
aflições, senão si mesmo”.
Por toda à parte, a aflição tem povoado a vida de incontáveis criaturas, pelos mais variados motivos.
Tu estás aflito?
Por quê?
Estás aflito por causa dos problemas da saúde que tu ou alguém dos teus tem enfrentado?
Estás aflito por questões de ordem econômico-financeira, que te ferreteiam a existência?
Estás aflito em virtude do desemprego que vens amargando há longo tempo?
Estás aflito por dificuldades na esfera política da sociedade em que vives?
Estás aflito por medo da violência, denunciada, audaciosa e renitente, a extravasar em todo lugar a sua baba perturbadora?
Por que te deixas afligir?
É importante que te deixes empolgar pelas vozes de Jesus, quando exprime que “a cada dia já basta o seu mal”.
Faz-se urgente maior atenção para com os ensinos da vida eterna, tendo em vista que, por mais aflija a criatura, nada será modificado se não se modificam concepções, mentalidades e posturas dos indivíduos.
Se te queres libertar das peias das desnecessárias aflições, basta que passes a prestar atenção naquilo que se constitua o teu dever e teus compromissos, dando conta dessas atividades e realizações. E aquilo que não te couber, e que não tenhas possibilidades de ativar ou propiciar o ativamento, tranqüiliza-te, pondo-te e pondo todas as coisas sob a guarda de Quem de tudo cuida, tudo prevê, tudo provê… põe tudo, põe-te, também, nas Mãos do Criador.
“A cada dia já basta o seu mal”. Assim, dá conta dos teus que fazeres e das tuas responsabilidades, no tempo presente, no dia de hoje, e não te perturbes na aflição por desejar, sem conseguir, consertar as pessoas, refazer os caminhos alheios ou modificar a Humanidade.
Se estiveres operando o melhor, segue avante, confiando sempre nas providências do Altíssimo, que a tudo atende, que ao ser humano entende e envia ao mundo tudo o de que carecem os Seus filhos, a fim de que desenvolvam a própria felicidade, em clima de tranqüila confiança no amanhã de Deus.

Texto extraído do Livro: Revelações da Luz
Pelo Espírito Camilo
Psicografia de José Raul Teixeira