Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO RESPEITO

Semana de 14 a 20 de outubro.

AMIGOS

“Não nos esqueçamos de que a gentileza e o respeito, no trato pessoal, também significa caridade.”
André Luiz

AMIGOS

“O respeito é definido como a capacidade do Ser de se importar com o sentimento do outro. Talvez seja esta a mais completa das definições”.

Já foi o tempo em que prevalecia a ideia do “cada um por si e Deus por todos”, sabemos, hoje, que vivemos numa engrenagem Universal em que não só aprendemos com o outro, como também precisamos do outro para poder crescer e progredir, e nada melhor do que fazer dessa necessidade uma experiência de amor e respeito. Respeito pelas diferenças, pelos ideais, pelas visões diferentes, pelos sonhos de cada um; mesmo que sejam contrários aos nossos.
Sabemos que é na família que começamos o nosso aprendizado de convivência para o mundo, e se não desenvolvermos o respeito nesse núcleo íntimo e pequeno, dificilmente conseguiremos exercê-lo em escala maior.
O respeito deve ser a atitude de todo cristão para com seu semelhante, afinal, somos todos membros de uma única família, criados pelo mesmo Deus.
Recebemos os mais puros ensinamentos do mestre Jesus, que concentrou toda sua doutrina no Mandamento Maior que é a Lei do Amor e a doutrina espirita nos indica o caminho da união, da tolerância e do respeito mútuo.
Neste momento tão conturbado em que o mundo e o nosso país estão vivendo, os ensinamentos de Jesus e Kardec são muito oportunos para nossa reflexão e exercício diário.
“Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”
“Amar o vosso inimigo”
“Não faça ao outro o que não quer que te façam”
Jesus
“Espíritas, amai-vos…”
Kardec

Respeitemo-nos porque gentileza gera gentileza e amor responde com amor.

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo XI “Amar ao próximo como a si mesmo” – Item 4

Quanto aos outros

Se você acredita que possa alcançar a sublimação espiritual sem os outros, decerto ainda não chegou à verdade.
A vida foi criada, à feição de máquina complexa, em que as peças diferenciadas, entre si, guardam função específica.
Não fuja à engrenagem do seu grupo se deseja aperfeiçoar-se e progredir.
Os outros são as áreas destinadas à complementação e melhoria dos seus próprios reflexos.
Através deles, é que você se analisa para observar-se com segurança.
Não intente transformá-los, de imediato, porque qual ocorre conosco, são espíritos em evolução, caminhando entre dificuldades e sombras, para o conhecimento superior.
Não exija deles a perfeição que estamos ainda longe de possuir.
Esse nos ensina paciência, aquele a compreensão, aquele outro o imperativo da bondade, tanto quanto somos pessoalmente para cada um deles testes vivos nesses mesmos assuntos.
Acredite, sempre que os outros nos apareçam à maneira de problemas, somos para eles outros tantos problemas a resolver.
Diz você que precisa identificar-se com a vida e descobrir-se para fazer o melhor; entretanto, unicamente pelos outros é que você se encontra e se realiza para as conquistas supremas da felicidade e do amor.

Do livro: Respostas da Vida
Pelo Espírito:André Luiz
Psicografia de: Francisco Candido Xavier