Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO RESPEITO

“Não nos esqueçamos de que a gentileza e o respeito,
no trato pessoal, também significam caridade.”
André Luiz

Amigos do Grupo

Normalmente, quando nos sentimos ofendidos, desprezados, dizemos apreciar o respeito. Mas, será que respeitamos os demais?
É fácil sabermos. Basta perguntarmos se somos daqueles que estacionamos em frente à guias rebaixadas ou garagens, sem nos importarmos se o outro precisa ou quer sair ou entrar em sua casa?
Será que aguardamos pacientemente o nosso lugar na fila, ou temos pressa e utilizamos a fila que é destinada ao idoso, mulheres gestantes, com criança no colo, ou deficientes? Na condução, respeitamos os assentos para estas pessoas nas mesmas condições? E as vagas que são exclusivas para portadores de deficiência física, são respeitadas por nós?
Há inúmeras situações que poderiam ser citadas, como: não fumar em local público fechado, ouvir som num tom que os demais não precisem tapar os ouvidos, etc.
Estas pequenas atitudes demonstram como estamos no estágio evolutivo, se não aprendermos a respeitar o nosso semelhante, desde as mínimas coisas, não estaremos agindo dentro da lei de justiça, amor e caridade.

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo X – item 13

RESPEITO PELA VIDA

O respeito pela vida abrange o sentimento de alta consideração por tudo quanto existe. Não apenas se detém na pessoa, mas sim em todas as expressões da natureza. Quando não existe essa manifestação, os valores éticos se enfraquecem e todos os anelos superiores perdem a significação.
A criatura humana, impulsionada por ilusões da conquista do sucesso aparente, tem-se esquecido disso, sem se dar conta da gravidade de tal atitude. O egoísmo avassalador tem controlado os sentimentos, impondo o seu interesse em detrimento de todos os valores mais dignos.
Alguns acreditam que possuindo dinheiro e desfrutando de projeção política ou social, serão capazes de conseguir afeição e companheirismo. Amargo engano. Afeto e amizade não se compram, nem tampouco se impõem.
A beleza e o poder não adornam por longos anos as mesmas frontes. Tocadas pela brisa do tempo, elas desaparecem a olhos vistos, e cedem lugar à verdadeira essência dos seres. Ninguém consegue ser feliz individualmente no deserto por onde perambula.
A vida só se faz digna e próspera, quando se estrutura na pedra fundamental do respeito. O respeito pela vida eleva o padrão de conduta, dignificando aqueles a quem é direcionado e elevando moralmente quem o observa. A honestidade, por sua vez, indispensável no sucesso dos relacionamentos humanos, proporciona confiança e bem-estar aos seres.
Elabore uma lista de desafios íntimos que o levam a situações embaraçosas. Trabalhe item a item, cada dia, experimentando as indescritíveis alegrias que decorrem do respeito pela vida. Você redescobrirá o amor e a satisfação de repartir e de compartilhar os júbilos com o próximo. Constatará o resultado decorrente da renovação íntima a que você se dispôs a realizar.
Respeitando a vida, você passará a ser respeitado e estimado por todas as expressões dela própria. Notará em você mesmo a indescritível satisfação de estar em paz com a própria consciência. Lembre-se: a vida é sublime concessão de Deus e jamais poderá ser desconsiderada, por quem quer que seja.

Do livro: Libertação Pelo Amor
De: Joanna de Angelis
Psicografia de: Divaldo Pereira Franco