Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO RESPEITO

Quando comecei a me amar, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém, apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou que a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Charles Chaplin

Amigos do Grupo

“O respeito foi definido por alguém como a capacidade do ser de se importar com o sentimento do outro. Talvez seja esta a mais completa das definições”.

Já foi o tempo em que prevalecia a idéia do “cada um por si e Deus por todos”, sabemos, hoje, que vivemos numa engrenagem Universal em que não só aprendemos com o outro, como também precisamos do outro para poder crescer e progredir, e nada melhor do que fazer dessa necessidade uma experiência de amor e respeito; respeito pelas diferenças, pelos ideais, pelas visões, pelos sonhos de cada um; mesmo que sejam contrários aos nossos.
No próximo dia 18/10, teremos o nosso IV ENCONTRO DE FAMÍLIAS, com o tema, “FAMÍLIA EU PRECISO DE VOCÊ”; venha e traga sua família para refletir sobre essa verdade.
Sabemos que é na família que começamos o nosso aprendizado de convivência para o mundo, e se não desenvolvermos o respeito nesse núcleo intimo e pequeno, dificilmente conseguiremos exercer-lo em escala maior.

“O respeito deve ser a atitude de todo cristão para com seu semelhante, seja ele superior ou inferior a si, afinal, somos todos membros de uma única família, criados pelo mesmo Deus.”

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: -XI – Item: 4
Quanto aos outros

Se você acredita que possa alcançar a sublimação espiritual sem os outros, decerto ainda não chegou à verdade.
A vida foi criada, à feição de máquina complexa, em que as peças diferenciadas, entre si, guardam função específica.
Não fuja à engrenagem do seu grupo se deseja aperfeiçoar-se e progredir.
Os outros são as áreas destinadas à complementação e melhoria dos seus próprios reflexos.
Através deles, é que você se analisa para observar-se com segurança.
Não intente transformá-los, de imediato, porque qual ocorre conosco, são espíritos em evolução, caminhando entre dificuldades e sombras, para o conhecimento superior.
Não exija deles a perfeição que estamos ainda longe de possuir.
Esse nos ensina paciência, aquele a compreensão, aquele outro o imperativo da bondade, tanto quanto somos pessoalmente para cada um deles testes vivos nesses mesmos assuntos.
Acredite, sempre que os outros nos apareçam à maneira de problemas, somos para eles outros tantos problemas a resolver.
Diz você que precisa identificar-se com a vida e descobrir-se para fazer o melhor; entretanto, unicamente pelos outros é que você se encontra e se realiza para as conquistas supremas da felicidade e do amor.

Do livro: Respostas da Vida
Pelo Espírito:André Luiz
Psicografia de: Francisco Candido Xavier