Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO PLANETA TERRA

“Por mais distante o errante navegante, quem jamais te esqueceria, Terra,Terra…!!!”
Caetano Veloso

Amigos do Grupo

Não há como não se emocionar quando vemos uma fotografia do nosso lindo planeta azul no espaço. Este planeta que nos acolhe em seu seio, dando-nos a grande oportunidade do renascimento e do aprendizado através das reencarnações. Mas infelizmente estamos destruindo nosso planeta.
Sabemos que as maiores ações de proteção e preservação devem partir dos governos mundiais, mas não podemos deixar de reconhecer que temos, também, nossa parcela de responsabilidade nesse processo.
Não podemos impedir que as indústrias poluam os rios, mares, e ar; não podemos impedir que os grandes empreendimentos imobiliários desmatem áreas verdes, não podemos impedir as queimadas e tantos outros agentes de destruição do planeta, mas podemos sim, deixar de jogar lixo nas ruas, córregos, rios; podemos preservar o verde em nosso bairro; podemos evitar o desperdício de água; podemos participar da coleta seletiva; e podemos exercer nosso direito e dever de cidadãos, cobrando dos governos as ações necessárias.
Isso pode parecer muito pouco, mas se cada um fizer a parte que lhe cabe, fará toda a diferença.
Cuidemos da nossa amada Terra, pois como espíritos imortais que somos em processo de evolução, certamente precisaremos dele numa outra oportunidade, e tomara tenha ele condições de nos receber.

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: – Capitulo I – Item: 10 –

Amor ao Planeta Terra

Amar a Deus sobre todas as coisas, e amar também, a sua Criação:
Amar a nossa moradia, o nosso planeta Terra!
Amar o Sol, tão necessário à vida!
Este Sol que todas as manhãs te sorri, aquece teu corpo, e que também testemunha a tua existência.

Amar a Deus sobre todas as coisas, e amar também, cuidando com muito carinho, de nossa natureza verde e bela.
Amar as árvores tão necessárias à vida!
Amar o doce aroma de florestas, numa manhã de abril,
Amar esta natureza que hoje clama por esperança, nunca tardia.

Amar a Deus sobre todas as coisas, e amar também, cuidando com muito carinho, dos nossos rios, da nossa água, tão necessária à vida!
Amar a água que desenha no leito dos rios, as páginas do nosso destino.
Água antes alegre e abundante, agora triste, caminha poluída passando por baixo da ponte, rumo às terras do sem-fim.

Amar a Deus sobre todas as coisas, e amar também, cuidando com muito carinho,
do nosso ar, tão necessário à vida!
Amar o ar que nos foi dado gratuitamente, e em abundância, e nada nos cobra por respirá-lo.
Esse ar que nos faz suspirar, ao avistar longínquas estrelas.

Amar a Deus sobre todas as coisas, e depois, amar de paixão, as estrelas… enquanto for possível vê-las, estrelas que bordam de luz, os mais escuros de teus céus.
Estrelas que brilham na imensidão, enchem de paz teu coração, e calam as inquietações de tua alma.

Amar a Deus sobre todas as coisas, e amar também, cuidando com muito carinho, do nosso solo.
Que seja limpa e fértil, a terra de onde tiras o teu sustento.
Amar o chão que sustenta os teus passos, e te abre novos caminhos.
Amar as areias das praias, onde os poetas esculpem poemas, e os apaixonados desenham corações.

Amar a Deus sobre todas as coisas, e amar o teu próximo como a ti mesmo!
Está escrito nas linhas sinuosas do tempo, que ainda há tempo de plantar uma semente para o amanhã.
Não é tarde para que declares com amor, o teu Amor a Deus, e ao Planeta Terra!
Autora: Lisiê Silva
Site: www.lisiesilva.com