Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO EVANGELHO NO LAR

“O culto do Evangelho em casa, pelo menos uma vez por semana, ser-vos-á uma fonte de alegrias e bênçãos.”
Batuíra

AMIGOS DO GRUPO

O Evangelho no Lar é um momento em que a família se reúne para orar, entender e conversar acerca dos ensinamentos do Cristo. “Reviver o Cristo nas relações diárias da casa, ressuscitar Jesus pela veiculação do Evangelho a quantos se abrigam nas dependências do lar, é de transcendental importância num século de tantas mudanças sociais.”
Aqueles que, desde cedo, têm suas vidas orientadas pela conduta cristã, evitam, com mais facilidade, as questões difíceis que aparecem, sanando, o mal antes que cresça, por isso é importante incluir as crianças, dando-lhes tarefas como a prece ou a leitura de um pequeno trecho, para que adquiram valores desde tenra idade.
Elevar a vibração mental dos participantes, conhecer as lições de paz, amor e caridade de Jesus, através da leitura comentada de O Evangelho Segundo o Espiritismo, proporciona momento de estudo, oração e paz, une a família, abre as portas do lar para bênçãos, fortalece as pessoas para o enfrentamento de dificuldades materiais e espirituais.
Orar e vigiar são benefícios do Evangelho no Lar, que é fonte de aprendizado e crescimento espiritual e, pelo exercício dos ensinamentos do Cristo, a reforma íntima de cada um é contribuição importante para um mundo melhor.

Texto do evangelho para a semana: Cap.: XXVII – Itens 3 e 4.

A PRECE RECOMPÕE

“E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos.” (Atos, 4:31)

Na construção de simples casa de pedra, há que despender longo esforço para ajustar ambiente próprio, removendo óbices (obstáculos) eliminando asperezas e melhorando a paisagem.
Quando não é necessário acertar o solo rugoso, é preciso, muitas vezes, aterrar o chão, formando leito seguro, à base forte.
Instrumentos variados movimentam-se, metódicos, no trabalho renovador.
Assim também na esfera de cogitações de ordem espiritual.
Na edificação da paz doméstica, na realização dos ideais generosos, no desdobramento de serviços edificantes, urge providenciar recursos ao entendimento geral, com vistas à cooperação, à responsabilidade, ao processo de ação imprescindível. E, sem dúvida, a prece representa a indispensável alavanca renovadora, demovendo obstáculos no terreno duro da incompreensão.
A oração é divina voz do espírito no grande silêncio.
Nem sempre se caracteriza por sons articulados na conceituação verbal, mas invariavelmente, é prodigioso poder espiritual comunicando emoções e pensamentos, imagens e ideias, desfazendo empecilhos, limpando estradas, reformando concepções e melhorando o quadro mental em que nos cabe cumprir a tarefa a que o Pai nos convoca.
Muitas vezes, nas lutas do discípulo sincero do Evangelho, a maioria dos afeiçoados não lhe entende os propósitos, os amigos desertam, os familiares cedem à sombra e à ignorância; entretanto, basta que ele se refugie no santuário da própria vida, emitindo as energias benéficas do amor e da compreensão, para que se mova, na direção de mais alto, o lugar em que se demora com os seus.
A prece tecida de inquietação e angústia não pode distanciar-se dos gritos desordenados de quem prefere a aflição e se entrega à imprudência, mas a oração tecida de harmonia e confiança é força imprimindo direção à bússola da fé viva, recompondo a paisagem em que vivemos e traçando rumos novos para a vida superior.

Do livro: Vinha de Luz
De: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier

impressora