Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO DESPRENDIMENTO

“Dinheiro em suma vem de Deus, mas é forçoso reconhecer que a aplicação dele vem de nós.”
Emmanuel

Amigos do Grupo

Falar em desprendimento num mundo onde o poder financeiro e a posse dos bens materiais são tão valorizados, parece difícil.
Mas a própria Natureza tem nos mostrado, através das catástrofes que temos presenciado, o quanto tudo é passageiro em nosso mundo. De um momento para outro tudo se acaba, os que têm muito perdem muito e os que têm pouco, perdem o pouco que têm.
Devemos então pensar…
Como estamos vivendo no mundo? Quais são os nossos verdadeiros valores?
Disse-nos Jesus: “Daí a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.”
Com isso Ele nos ensina a viver no mundo, usufruir do que o mundo nos oferece, mas a não pertencer ao mundo, não permitindo que o mundo corrompa nossos valores, ou nos escravize.
Os bens terrenos são transitório, só levaremos, na partida, aquilo que aprendermos com o que possuímos.
Agradeçamos a Deus por tudo o que temos, mas aprendamos a nos libertar do que possuímos.
Diz Emmanuel no livro “Palavras de Vida Eterna”: – “Lembra-te de que amanhã restituirás à vida o que a vida te emprestou, em nome de Deus, e que os tesouros de teu espírito serão apenas aqueles que houveres poupado em ti próprio, no campo da educação e das boas obras.”

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: -XVI – Item: 5 – “Parábola do mau rico”
DIANTE DO DINHEIRO

Examina em que se transforma o dinheiro nas tuas mãos, a fim de que possas ajuizar quanto ao proveito dos recursos passageiros que o Senhor te empresta à vida.
Não é o metal ou o papel da moeda circulante que te impõem prejuízos ao coração, mas sim o próprio sentimento com que deles te vales para imergir a existência na sombra do tédio ou da enfermidade, do remorso ou da indisciplina.
Reparas o que fazes e aprende a dirigir o dinheiro para que o dinheiro não te dirija.
Com alguns vinténs congregados, podes realmente adquirir a alegria e o socorro de muitos.
O leite à criança enferma e o livro ao analfabeto…
O pão ao faminto e o remédio ao doente…
O estímulo ao companheiro que luta na solução de inquietantes problemas e a felicidade do irmão em prova, algemado a aflitivos débitos…
Muita gente, porém, mobiliza a posse de alguns dias na aquisição de dor para muitos anos, de vez que, acumulando a prata e o ouro da Terra para dominar e ferir, escraviza-se a velhas paixões e a vícios pregressos, elevando-se, pela convenção da moeda humana, à frente do mundo e caindo, desvairado, diante das Leis Divinas.
Não temas o dinheiro dignamente conquistado, aprendendo, sobretudo a produzi-lo com teu próprio suor, e, guiando-lhe os movimentos no caminho do trabalho e da luz, da caridade e da educação, terás dele feito não mais o tiranizante senhor a encarcerar-te no estranho reino do azinhavre e da sovinice, mas sim o companheiro leal e o servo amigo a sustentar-te os passos na direção do Reino de Deus.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier,
Pelo Espírito Emmanuel