Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO DESPERTAR

“Se algo somos, é porque os outros existem e nos auxiliam a seguir adiante.”
Joamar Zanolini Nazareth

Amigos do Grupo

A divulgação espírita alcançou patamares antes nunca vistos. Mas precisamos ainda fazer mais. O conhecimento espírita consola, orienta, motiva, entusiasma e abre perspectivas imensas para viver com equilíbrio e serenidade.
Espalhemos as sementes de esperança do pensamento espírita por toda parte, sem preocupação de converter ou convencer, mas com o sentimento de amor que tais ensinos trazem, aplicando-os em nós mesmos para que nós mesmos sejamos cartas vivas da extraordinária mensagem dessa consoladora doutrina chamada Espiritismo.

Orson Peter Carrara

Texto do Evangelho:
Cap. XVII – item 4 – último parágrafo:“Aquele que pode ser,…até…vontade firme.”

UNIDOS SEMPRE

Companheiros!
Estamos engajados na construção espiritual da Era Nova.
Convençamo-nos, porém, de que o trabalho é muito mais amplo na intimidade de nós mesmos, do que no plano externo da ação a desenvolver.
Educar-nos para educar.
Ensinar, a fim de que aprendamos.
Auxiliar para sermos auxiliados.
Honrar a cultura da inteligência com o burilamento do coração.
A obra é de todos. Cada qual de nós, entretanto, está situado em tarefa diferente.
Imperioso estudar, de modo a conhecer-nos para identificar o que se nos faz necessário.
Ninguém dispõe da luz que não acendeu em si mesmo, no entanto, nenhum de nós está desvalido de recursos a fim de se iluminar.
Aceitar-nos tais quais somos, de maneira a servirmos com a realidade que nos é própria a aceitar os outros na condição que os assinala.
Reconhecer que não nos encontramos num torneio de triunfos angélicos e sim numa concorrência benéfica, à procura das conquistas humanas.
Sejamos hoje melhores do que ontem.
Não nos detenhamos na impossibilidade de oferecer prodígios de grandeza de um instante para outro, mas não busquemos interromper a empreitada de redenção e de amor a que nos empenhamos.
Nunca desconsiderar a ninguém.
Observar que os outros, perante Deus, são portadores de mensagem determinada, qual sucede a nós mesmos.
Se caímos pelo fascínio da ilusão, é imperioso reerguer-nos, voluntariamente, tão depressa quanto se nos faça possível, com os valores da experiência.
Saber que tentação é sinônimo de passado.
“Aqui” e “agora” são posições de espaço e tempo em que a divina Providência nos permite plantar e replantar o futuro e o destino.
Ante a dificuldade – servir.
Diante da incompreensão – servir mais.
Do trabalho nasce a luz para o caminho.
Da caridade surge a solução essencial para todos os problemas.
Oração e atividade.
Crer e construir.
Entender que nos achamos convidados pelo Cristo de Deus, através de Allan Kardec, para compreender auxiliando e renovar amando e iluminando, instruindo e abençoando na edificação do Mundo Novo.
Somos livres por dentro de nós, na escolha de decisões e diretrizes, servos da disciplina, no campo exterior de nossas realizações, sustentando a segurança que devemos à harmonia do próximo, lidadores do bem comum, através de obrigações formadas em estruturas diversas para cada um de nós e cultivadores da Verdade sob o compromisso de melhorar-nos em serviço constante.
E acima de tudo, unidos sempre.
Assim venceremos.

Do Livro: Mediunidade e Sintonia
De: Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier