Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO BOM ÂNIMO

“Espera pelo Senhor, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração”.
(Salmo 27:14).

Amigos do Grupo

O convite ao bom ânimo é milenar. Na Bíblia, encontramos: “Esforça-te e tem bom ânimo; não te atemorizes, porque o Senhor, teu Deus, está contigo”. (Josué: 11:9).
No Novo Testamento, temos: “Em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, porque eu venci o mundo”. (João: 16:33). “Tem bom ânimo, a tua fé te curou”. (Mateus, 9:20). “Exorto-vos a que tenhais bom ânimo”. (Atos 27:22).
Na mensagem espírita consoladora, pregada desde Allan Kardec, constatamos a reafirmação desse convite tão gratificante: bom ânimo ante a adversidade, a aflição e os desafios da vida para vencê-los; bom ânimo para renovar as forças íntimas; bom ânimo para manter a saúde e a fortaleza mental; bom ânimo na prática do bem e no cumprimento dos deveres morais para merecer a paz na consciência; bom ânimo na atitude mental para mantê-la elevada, exteriorizando otimismo através das palavras e ações nobres; bom ânimo para atingir a concretização dos sonhos e ideais; bom ânimo para manter a coragem viva, a esperança acesa e o contentamento visível; bom ânimo para atingir sucesso no empreendimento que melhora a vida própria e alheia; bom ânimo na prática da caridade por pensamentos, palavras e ações; bom ânimo no serviço útil aos familiares e aos semelhantes…
Sustentar sempre o ânimo firme. Esse é o convite que nos chega e que devemos aceitar de bom grado no meio espírita. Com o bom ânimo ativado, difundimos hoje e sempre a glória da verdade evangélica e doutrinária; espalhamos o bem; persistimos nas atividades nobres que geram o progresso material e espiritual; esforçamo-nos em educar e aprimorar as faculdades da alma; e damos o bom exemplo de trabalho edificante, atestando a nossa confiança no Senhor.

BOM ÂNIMO ESPÍRITA – Texto de Izaías Claro
Postado por Geziel Andrade, Blog Espírita – SP.

Texto do Evangelho: Capítulo XIX – Item 11 – A fé mãe da esperança…

Decálogo do Bom-Ânimo

Dificuldades? Não perca tempo, lamuriando. Trabalhe.
Críticas? Nunca se aborreça com elas. Aproveite-as no que mostre de útil.
Incompreensão? Não busque torná-las maiores, através de exigências e queixas. Facilite o caminho.
Intrigas? Não lhes estenda a sombra. Faça alguma luz com o óleo da caridade.
Perseguições? Jamais revidá-las. Perdoe esquecendo.
Calúnias? Nunca se enfureça contra as arremetidas do mal. Sirva sempre.
Tristezas? Afasta-se de qualquer disposição ao desânimo. Ore abraçando os próprios deveres.
Desilusões? Por que debitar aos outros a conta de nossos erros? Caminhe para frente, dando ao mundo e a vida o melhor ao seu alcance.
Doenças? Evite a irritação e a inconformidade. Raciocine nos benefícios que os sofrimentos do corpo passageiro trazem a alma eterna.
Fracassos? Não acredite em derrotas. Lembre-se de que, pela bênção de Deus, você está agora em seu melhor tempo, – o tempo de hoje, no qual você pode sorrir e recomeçar, renovar e servir, em meio de recursos imensos.

Mensagem de André Luiz – Psicografia de Francisco Cândido Xavier

impressora