Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO BEM VIVER

“Grande entendimento demonstra a criatura que vive a própria vida do melhor modo que se faça possível, concedendo aos outros o dom de viverem a vida que lhes é própria, como melhor lhes pareça.”
Emmanuel

Amigos

Todos nós às vezes nos equivocamos a respeito do que seja bem viver e viver bem. Viver bem segundo a mídia atualmente é ter tudo do bom e do melhor e trabalhar pouco. Difícil no contexto de nosso mundo atual, onde tantos sentem falta de tudo. É de André Luiz que nos chega uma lição do que seja BEM VIVER.

REGRAS PARA BEM VIVER – ANDRÉ LUIZ
1 – Guarde o coração em paz, à frente de todas as situações e de todas as
coisas. Todos os patrimônios da vida pertencem a Deus.
2 – Apóie-se no dever rigorosamente cumprido. Não há equilíbrio físico sem
harmonia espiritual.
3 – Cultive o hábito da oração. A prece é Luz na defesa do corpo e da alma.
4 – Ocupe o seu tempo disponível com o trabalho proveitoso, sem esquecer o
descanso imprescindível ao justo refazimento. A sugestão das trevas chega até nós pela hora vazia.
5 – Estude sempre. A renovação das idéias favorece a sábia renovação das
células orgânicas.
6 – Evite a cólera. Enraivecer-se é animalizar-se caindo nas sombras de baixo nível.
7 – Fuja a maledicência. O lodo agitado atinge a quem o revolve.
8 – Sempre que possível, respire a longos haustos. O ar puro é precioso alimento.
9 – Coma pouco. A criatura sensata come para viver, enquanto a criatura
imprudente vive para comer.
10 – Use a paciência e o perdão infatigavelmente. Todos nós temos sido caridosamente tolerados pela Bondade Divina milhões de vezes, e, conservar o coração no vinagre da intolerância é provocar a própria queda na morte inútil.

Do Livro – Aulas da Vida
Chico Xavier/ Espíritos Diversos

Texto do Evangelho – cap. V item 25 – A melancolia

BEM VIVER

Pede-se você uma regra de bem-viver para se sentir em paz, dentro do mundo agitado de hoje.
Você diz “mundo agitado” e respeito as suas expressões, embora creia que, o mundo foi sempre tumultuado por desafios permanentes.
Justo notar que falamos aqui do campo físico, no qual se encontram muito mais os adversários do que os amigos, a fim de harmonizar relações e podarem arestas.
Traçar diretrizes para manutenção da tranqüilidade, no círculo dos homens, será o mesmo que transmitir o método de caminhar entre espinheiros interligados sem ferir-se.
Admito que a primeira atitude de alguém, que se proponha a viver em paz no mundo, será praticar a aceitação sem inércia.
Paciência ativa.
Calma e trabalho.
Acolher as pessoas como são, sem a idéia de esculpi-las pelo nosso modo de ser, reconhecendo que essas mesmas pessoas não conseguiriam modelar-nos, à maneira delas. Outro princípio não menos importante é aquele de não nos julgarmos donos da verdade.
Você, decerto, conhece a lenda: – dizem que a verdade era um imenso espelho situado nos céus; Conquanto amarrado a vigas fortes, um dia caiu na Terra, quebrando-se em milhares de fragmentos, a distância uns dos outros. Cada criatura encontrou um pedaço, passou a mirar-se nele, criando teorias diversas.
Por isso, evitemos discussões estéreis.
Não menospreze o seu trabalho por mais humilde, consciente de que toda tarefa digna é degrau para cima.
Não use máscaras para afeição, porque o amor é força básica da vida, com a qual não se brinca em tempo algum. Não tente ser maior do que os outros, porque haverá sempre alguém maior do que nós.
Por outro lado, no entanto, não se sinta inferior diante de ninguém.
Somos filhos de Deus e o Infinito Amor de Deus, através de leis sábias, estará velando por nós, onde estivermos.
E, preservando a consciência tranqüila, viva na certeza de que o mundo funcionará tal qual é, sem necessidade de nossas reprimendas.
Faça o bem que puder e espere os resultados.
Não se impressione com dificuldades e obstáculos, porquanto pertencemos ao Céu, em cuja imensidão a Terra se move. E, queiramos ou não, estamos destinados a agir hoje para o brilho e para a felicidade que nos espera no grande amanhã.

Livro “Presença de Luz”
Espírito Augusto Cezar Neto
Psicografia Chico Xavier