Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO AUTOCONTROLE

“Por que não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse eu faço.”
(Paulo).

Amigos do Grupo

Somos considerados seres racionais, isto significa que pensamos ou que deveríamos pensar antes de cada atitude e nossos atos em muitas ocasiões guiados pela emoção, deixam a razão de lado.
Há situações que racionalmente seríamos pacatos, daríamos conselhos de bom procedimento, autocontrole, mas basta a vida nos colocar em prática e a emoção toma conta, nos deixando muitas vezes com medo de nós mesmos.
As notícias que vem do mundo todo, devem nos fazer refletir, que cada vez mais precisamos tomar muito cuidado, observar verdadeiramente o aprendizado evangélico e colocá-lo em prática.
Este exercício deve começar dentro de casa, com os mais íntimos, porque se não temos o controle do pequeno, do cotidiano, do rotineiro, quando somos “pegos de surpresa”, somados à violência externa, nos tornamos verdadeiras feras.
A total inversão de valores da sociedade atual propaga que coragem é “não levar desaforo para casa” e que “estar com o sangue quente” é uma justificativa plausível para uma agressão.
De que adianta nos rotularmos de “racionais” se não temos o mínimo controle sobre as nossas emoções, se não pensamos duas vezes antes de agredir alguém, com palavras ou gestos? Como fazer o bem de que tanto falamos, se não conseguimos realizar o simples exercício de controlar nossos impulsos agressivos?
Se não exercitarmos o autocontrole, cada vez mais difícil será nos dominarmos. Continuaremos a viver ao sabor dos nossos instintos, como vivemos há muitas encarnações, desperdiçando sucessivas e valiosas oportunidades de progresso.

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: – IX – Item 5
PRINCÍPIOS REDENTORES

Não se esqueça de que Deus é o tema central de nossos destinos.
Deseje o bem dos outros, tanto quanto deseja o próprio bem.
Concorde imediatamente com os adversários.
Respeite a opinião dos vizinhos. Evite contendas desagradáveis.
Empreste sem aguardar restituição. Dê seu concurso às boas obras, com alegria.
Não se preocupe com os caluniadores. Agradeça ao inimigo pelo valor que ele lhe atribui.
Ajude as crianças. Não desampare os velhos e doentes.
Pense em você, por último, em qualquer jogo de benefícios.
Desculpe sinceramente. Não critique a ninguém.
Repare seus defeitos, antes de corrigir os alheios.
Use a fé e a prudência.
Aprenda a semear, preparando boa ceifa. Não peça uvas ao espinheiro.
Liberte-se do peso de excessivas convenções.
Cultive a simplicidade. Fale o menos possível, relativamente a você e a seus problemas.
Estimule as qualidades nobres dos companheiros.
Trabalhe no bem de todos. Valorize o tempo.
Metodize o trabalho, sabendo que cada dia tem as suas obrigações.
Não se aflija. Sirva a toda gente sem prender-se.
Seja alegre, justo e agradecido. Jamais imponha seus pontos de vista.
Lembre-se de que o mundo não foi feito apenas para você.
As ciências sociais de hoje apresentam semelhantes princípios como novidades. No entanto, são antigos. Chegaram à Terra, com o Cristo, há mais de vinte séculos. Nós outros, porém, espíritos atrasados no entendimento, somos ainda tardios na aplicação.

Do livro: Agenda Cristã
Pelo Espírito: André Luiz
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier

impressora