Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO ANO NOVO

“Poderemos construir um ano bom a partir da nossa reforma moral, repensando os nossos valores, corrigindo os nossos passos, dando uma nova direção à nossa estrada particular.”
Joanna de Angelis

Amigos do Grupo

“Muitos de nós em 2014 esperaremos ter MAIS.
Mais amigos, mais dinheiro, mais sucesso, mais,… mais,..mais…
Entretanto mais nem sempre é sinônimo de melhor.
Alguns só esperam um sorriso dos que amam. Esperam a senha para cruzar a ponte entre a dúvida e a certeza;
Alguns vão errar, outros acertar.
Alguns verão os olhos de outra pessoa e correrão para o amor. Outros fugirão dele.
Será um ano em que muitos ganharão filhos. Outros segurarão seus netos no colo pela primeira vez. Alguns pela última.
Há ainda os que lutam contra o maior inimigo de todos, seus próprios pensamentos e fraquezas.
Não será um ano fácil, nem deveria ser.
Não existimos para enfrentar o que é fácil, mas o que é difícil. Crescemos na adversidade e marcamos nosso caminho nessa mesma adversidade, no combate entre o mundo que existe e aquele que queremos construir;
Se tivermos dinheiro, ótimo; se tivermos sucesso, excelente.
Desde que tenhamos, antes, a felicidade de estarmos na estrada certa, com as companhias de viagem certas.
Porque a última coisa que alguém quer é escalar a escada do sucesso e, quando chegar ao topo, descobrir que a escada estava apoiada na parede errada.” – Autor desconhecido

Vamos então, focar nossa atenção para buscar o MAIS em 2014, mas o SER MAIS. Em ser o mais carinhoso, o mais generoso, o mais caridoso, companheiro, fraterno, pacificador, confiante, esperançoso, perseverante, religioso, estudioso, trabalhador, amoroso… Aí, com certeza estaremos construindo um 2014 muito MAIS FELIZ.
FELIZ ANO NOVO!!!!!!!!!!!

Evangelho para a semana:
capítulo XI – item 10 – da Lei de Amor

VIVAMOS CALMAMENTE
“Que procureis viver sossegados.” Paulo. I TESSALONICENSES, 4:11.

Viver sossegado não é apodrecer na preguiça.
Há pessoas, cujo corpo permanece em decúbito dorsal(deitado), agasalhadas, contra o frio da dificuldade, por excelentes cobertores da facilidade econômica, mas torturadas mentalmente por indefiníveis aflições.
Viver calmamente, pois, não é dormir na estagnação.
A paz decorre da quitação de nossa consciência para com a vida, e o trabalho reside na base de semelhante equilíbrio.
Se desejamos saúde, é necessário lutar pela harmonia do corpo.
Se esperamos colheita farta, é indispensável plantar com esforço e defender a lavoura com perseverança e carinho.
Para garantir a fortaleza do nosso coração, contra o assédio do mal, é imprescindível saibamos viver dentro da serenidade do trabalho fiel aos compromissos assumidos com a ordem e com o bem.
O progresso dos ímpios e o descanso dos delinquentes são paradas de introdução à porta do inferno criado por eles mesmos.
Não queiras, assim, estar sossegado, sem esforço, sem luta, sem trabalho, sem problemas…
Todavia, consoante a advertência do apóstolo, vivamos calmamente, cumprindo com valor, boa-vontade e espírito de sacrifício, as obrigações edificantes que o mundo nos impõe cada dia, em favor de nós mesmos.

Do livro: Fonte Viva
Pelo Espírito: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier

impressora