Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO AMOR FRATERNO

SEMANA DO ANIVERSÁRIO DO IEOB

“BUSQUEMOS O AMOR FRATERNO,
ESPONTANEO, ARDENTE E PURO.”
Joana De Angelis

Amigos do Grupo

Nesta semana em que nossa casa espírita está comemorando 68 anos de muito trabalho, aproveitemos para por em prática os ensinos de nosso Mestre Jesus, quando nos afirmou –
“ Meus discípulos serão conhecidos por muito se amarem.”
É uma semana de festa para todos nós; então coloquemos este ensino em prática e façamos desta semana um tempo de harmonia e paz.
Que a cada pessoa com quem trabalhamos ou com quem cruzarmos nos corredores da nossa casa, ou no nosso dia a dia, olhemos com um imenso amor fraterno, amor de irmão, amor de amigo, amor de companheiro de ideal, amor de colega de trabalho, amor de família universal, amor de filhos de Deus.

Amor é a força da vida e trabalho vinculado ao amor é a usina geradora da felicidade. ( AL)

Texto do Evangelho da semana – Capítulo XI item 8 – Lei de Amor

Em seu auxílio
Conserve a própria fé, por tal modo, que você não possa se afligir, excessivamente, em nenhuma dificuldade.
Guarde otimismo, com tamanha elevação que os contratempos da vida não lhe venham a ferir.
Habitue-se à tolerância com tanta fidelidade, que consiga se ver sempre na posição da pessoa menos simpática, evitando ressentimento ou a censura.
Cultive o amor ao próximo, com tanto empenho que você não consiga fixar-se em qualquer aversão.
Creia na influência e na vitória do bem, com tanta convicção, que não possa prender-se a qualquer idéia do mal.
Sustente a própria compreensão, de tal maneira que não disponha de meios para ver inimigos e sim amigos e instrutores, em toda parte.
Resguarde-se no trabalho, com tanta dedicação ao bem, que não conte com qualquer ensejo de atrapalhar aos outros.
Faça o melhor que puder, em qualquer situação, com tamanho devotamento à felicidade alheia que não sofra arrependimento ou remorso, em tempos de crise.
Atenda à harmonia, onde estiver com tanta pontualidade que não encontre motivos para perder a própria segurança.
Consagre-se a descobrir o “lado bom” das criaturas e das situações, com tanta pertinácia, que não ache oportunidade de criticar a ninguém.
Se fizermos isso, estejamos certos de que assim venceremos.

Texto do Livro – Resposta da Vida
De André Luiz – Psicografado por Francisco Cândido Xavier