Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO AMADURECIMENTO

“Quando comecei a me amar, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.”
Charles Chaplin

Amigos

Quando começamos a ter percepção de nossos erros e acertos e tomamos atitudes positivas, começamos a entrar em equilíbrio com as Leis.
Entrando em equilíbrio, sentimo-nos melhores e com mais sabedoria utilizamos nosso livre-arbítrio, aproveitando melhor as oportunidades oferecidas pelas mesmas Leis.
O Espiritismo lembra o ensinamento de Jesus, que temos que enxergar com os próprios olhos e ouvir com os próprios ouvidos.
Cada um encontra-se em um grau diferente de amadurecimento, sendo assim todos tem algo a oferecer e a aprender. O que sobra em um, falta em outro.
O importante é fazer tudo o que for possível, no momento, começando a se amar e se conduzindo com o melhor de si mesmo.

Texto do Evangelho para a Semana: Capítulo IV – item 26 – apenas o 1º e o 2º parágrafos (Nota. Uma comparação vulgar… até …dos mundos superiores.)
PROCUREMOS COM ZELO

“Procurai com zelo os melhores
dons e eu vos mostrarei um caminho
ainda mais excelente.” – Paulo.
(I Coríntios, 12:31.)

A idéia de que ninguém deve procurar aprender e melhorar-se para ser mais útil à Revelação Divina é muito mais uma tentativa de consagração à ociosidade que um ensaio de humildade incipiente.
A vida é curso avançado de aprimoramento, através do esforço e da luta, e se a própria pedra deve sofrer o burilamento para refletir a luz, que dizer de nós mesmos, chamados, desde agora, a exteriorizar os recursos divinos?
Ninguém interrompa o serviço abençoado da sua educação, a pretexto de cooperar com o Céu, porque o progresso é um comboio de rodas infatigáveis que relega para trás os que se rebelam contra os imperativos da frente.
É indispensável avançar com a melhoria conseqüente de tudo o que nos rodeia.
E o Evangelho não endossa qualquer atitude de expectativa displicente.
A palavra de Paulo é demasiado significativa.
Dirigindo-se aos coríntios, o apóstolo da gentilidade exorta-os a procurarem com fervor os melhores dons.
É imprescindível nos disponhamos a adquirir as qualidades mais nobres de inteligência e coração, sublimando a individualidade imperecível.
Cultura e santificação, através do trabalho e da fraternidade, constituem dever para todas as criaturas.
Auto-aperfeiçoamento é obrigação comum.
Busquemos, zelosos, a elevação de nós mesmos, assinalando a nossa presença, seja onde for, com as bênçãos do serviço a todos, e tão logo estejamos integrados no esforço digno, dentro da ação pessoal e incessante no bem, o Alto nos descortinará mais iluminados caminhos para a ascensão.

Do livro: Fonte Viva
De: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier