Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DO ABRAÇO FRATERNO

“O abraço é a forma mais simples e universal de distribuir afeto…”
Rubens Mário Mazzini Rodrigues (Médico Psiquiatra)

AMIGOS DO GRUPO

O abraço pode ser considerado um poderoso remédio, eficaz tanto para o corpo como para a alma. Alivia qualquer tipo de sofrimento, dor, angústia, aflição, saudade, desespero, entre outros… Sejam agudos ou crônicos.
Pode ser ministrado em pessoas de qualquer idade, sexo, etnia, religião ou classe social.
A quantidade é sem limites, basta dois ou mais quererem…
Não existem contraindicações, deve-se oferecer aos poucos, mesmo àqueles que são mais resistentes, pois um dia perceberão as diversas reações extremamente positivas que essa pratica pode trazer: a alegria de viver; a esperança fortalecida, a calma nas aflições; a fé revigorada; a certeza do perdão; a coragem na dor; a paciência nos momentos de desespero; o alento na saudade; o aconchego nas horas de tristeza; a segurança frente à incerteza; o bem estar físico e emocional; entre tantos outros infinitos benefícios…
A prática do abraço é prescrita para todos aqueles que encontrarmos em nosso caminho, basta termos o amor fraterno e enxergarmos todos como nossos irmãos, como nos exemplificou Jesus.
O abraço é uma forma de demonstração de amor ao próximo.
Abraçar não custa nada, aquece o corpo, o coração e a alma, fazendo bem a quem recebe e a quem o dá.

Texto do Evangelho para esta semana:
Capítulo XI – item 8 – “A Lei do Amor”

Possuímos o que damos

“É mais bem-aventurado dar do que receber.” – Paulo. (Atos, 20:35.)
Quando alguém se refere à passagem evangélica que considera a ação de dar mais alta bem-aventurança que a ação de receber, quase todos os aprendizes da Boa Nova se recordam da palavra “dinheiro”.
Sem dúvida, em nos reportando aos bens materiais, há sempre mais alegria em ajudar que em ser ajudado, contudo, é imperioso não esquecer os bens espirituais que, irradiados de nós mesmos, aumentam o teor e a intensidade da alegria em torno de nossos passos.
Quem dá recolhe a felicidade de ver a multiplicação daquilo que deu.
Oferece a gentileza e encorajarás a plantação da fraternidade.
Estende a bênção do perdão e fortalecerás a justiça.
Administra a bondade e terás o crescimento da confiança.
Dá o teu bom exemplo e garantirás a nobreza do caráter.
Os recursos da Criação são distribuídos pelo Criador com as criaturas a fim de que, em doação permanente, se multipliquem ao Infinito.
Serás ajudado pelo Céu, conforme estiveres ajudando na Terra.
Possuímos aquilo que damos.
Não te esqueças, pois, de que és mordomo da vida em que te encontras.
Cede ao próximo algo mais que o dinheiro de que possas dispor. Dá também teu interesse afetivo, tua saúde, tua alegria e teu tempo e, em verdade, entrarás na posse dos sublimes dons do amor, do equilíbrio, da felicidade e da paz, hoje e amanhã, neste mundo e na vida eterna.

Do Livro: Fonte Viva
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier
Pelo Espírito: Emmanuel

impressora