Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DE VIGIAR E ORAR

“Vigiai e Orai, para não caírdes em tentação.”
Jesus (Mateus, 26:41)

AMIGOS DO GRUPO

Nesta semana chamaremos a atenção de todos para a necessidade de desenvolvermos em cada um de nós o hábito diário da vigilância e da oração.

A vigilância dos pensamentos, das nossas palavras e das nossas ações é primordial em nossas vidas. São por esses canais de comunicação que há todos os instantes influenciamos e somos influenciados por aqueles com os quais permutamos as ideias, os desejos, as vontades e as necessidades diversas.

Observemos que diariamente muitas sugestões malévolas nos rodeiam, sonoras palavras inconsequentes se apresentam como opções de caminhos desequilibrados, muitos exemplos sugerem indução de comportamentos infelizes. São nesses momentos que a comunhão com o Pai por meio da oração se faz necessária, ela serve de sustentáculo, de barreira a fim de preservar o nosso devido equilíbrio.

Amigos, conscientes dessas verdades, não vejo caminho mais seguro a não ser o de cultivarmos em nossas mentes e corações as sementes do bem despendidas pelo Evangelho de Jesus, ela nos serve como fonte de sublimes pensamentos, de doces palavras e de nobres ações.

Texto do Evangelho para a semana:
Cap. XXVIII – item 3 – Prece – VI (não nos deixes entregues a tentação, mas livra-nos do mal)

Vigiando

Trabalhemos vigiando.
Aquilo que nos ocupa o pensamento é a substância de que se nos constituirá a própria vida.
Retiremos, dessa forma, o coração de tudo o que não seja material de edificação do Reino Divino, em nós próprios.
Em verdade, muita sugestão criminosa buscará enevoar-nos a mente, muito lodo da estrada procurar-nos-á as mãos na jornada de cada dia e muito detrito do mundo tentará imobilizar-nos os pés.
É a nuvem da incompreensão conturbando-nos o ambiente doméstico…
É a injúria nascida na palavra inconsciente dos desafetos gratuitos…
É a acusação indébita de permeio com a calúnia destruidora…
É a maledicência convidando-nos à mentira e à leviandade…
É o amigo de ontem que se rende às requisições da treva, passando à condição de censor das nossas qualidades ainda em processo de melhoria…
Entretanto, à frente de todos os percalços, não te prendas às teias da perturbação e da sombra.
Em todas as situações e em todos os assuntos, guardemos a alma nos ângulos em que algo surja digno de louvor, fixando o bem e procurando realizá-lo com todas as energias ao nosso alcance.
Aos mais infelizes, mais amparo.
Aos mais doentes, mais socorro.
E, ocupando o nosso pensamento com os valores autênticos da vida, aprenderemos a sorrir para as dificuldades, quaisquer que sejam, construindo gradativamente, em nós mesmos, o templo vivo da luz para a comunhão constante com o nosso Mestre e Senhor.

Pelo Espírito: Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier

impressora