Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DE FAZER ALGO MAIS

Colaboração de um grupo de trabalho da casa

“Façamos o melhor que pudermos na felicidade e na elevação de todos, em qualquer lugar, sempre.”
Néio Lúcio

Amigos

Somos todos necessários em qualquer grupo a que pertençamos, seja na família, na escola, no trabalho, na roda de amigos, na sociedade, no centro espírita, no planeta, enfim, no Universo.
Podemos achar que somos absolutamente dispensáveis, porém, agindo assim, estamos sobrecarregando outras pessoas, porque alguém terá que trabalhar dobrado para realizar as tarefas.
Então, vamos nos dispor a cumprir o que nos cabe, porém sempre abertos a fazer um pouco mais, fazendo a diferença, sendo úteis a outros e a nós mesmos.
Quando surgir o pensamento de que ninguém irá notar a nossa falta ou que outros podem fazer melhor do que nós, lembremo-nos de que somos seres individuais e cada qual tem a importância no cumprimento da missão para o bom andamento, aprendizado e progresso de nosso mundo.
Queridos amigos, vamos fazer parte da diferença e não da indiferença. Aproveitemos a nossa vida fazendo parte ativa da história das pessoas que nos cercam, seja onde for, em que lugar for, sempre.

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: – XVII – Itens 1 e 2 – Caracteres da Perfeição

ALÉM DOS OUTROS

“Não fazem os publicanos também o mesmo?” – Jesus. (Mateus, 5:46.)

Trabalhar no horário comum irrepreensivelmente, cuidar dos deveres domésticos, satisfazer exigências legais e exercitar a correção de proceder, fazendo o bastante na esfera das obrigações inadiáveis, são tarefas peculiares a crentes e descrentes na senda diária.
Jesus, contudo, espera algo mais do discípulo.
Correspondes aos impositivos do trabalho diuturno, criando coragem, alegria e estímulo, em derredor de ti?
Sabes improvisar o bem, onde outras pessoas se mostraram infrutíferas?
Aproveitas, com êxito, o material que outrem desprezou por imprestável?
Aguardas, com paciência, onde outros desesperaram?
Na posição de crente, conservas o espírito de serviço, onde o descrente congelou o espírito de ação?
Partilhas a alegria de teus amigos, sem inveja e sem ciúme, e participas do sofrimento de teus adversários, sem falsa superioridade e sem alarde?
Que dás de ti mesmo no ministério da caridade?
Garantir o continuísmo da espécie, revelar utilidade geral e adaptar-se aos movimentos da vida são característicos dos próprios irracionais.
O homem vulgar, de muitos milênios para cá, vem comendo e bebendo, dormindo e agindo sem diferenças fundamentais, na ordem coletiva. De vinte séculos a esta parte, todavia, abençoada luz resplandece na Terra com os ensinamentos do Cristo, convidando-nos a escalar os cimos da espiritualidade superior. Nem todos a percebem, ainda, não obstante envolver a todos. Mas, para quantos se felicitam em suas bênçãos extraordinárias, surge o desafio do Mestre, indagando sobre o que de extraordinário estamos fazendo.

Do livro: Fonte Viva
Pelo Espírito: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier

impressora