Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DE ESCOLHER O BEM

Semana de 12 a 18 de fevereiro.

“O homem procede bem quando tudo faz pelo bem de todos, porque então cumpre a lei de Deus. ”
Livro dos Espíritos

AMIGOS

Conscientes de sua individualidade e do seu livre arbítrio o homem projeta-se em inúmeras reencarnações a fim de cumprir a Lei do Progresso instituída por Deus. A simplicidade e a ignorância na infância da inteligência precisavam ser modeladas por experiências que quando transformadas em aprendizado o libertava gradualmente da escuridão material. Quanto mais conhecimento maior a responsabilidade pelos atos.

Nos dias atuais já não existem mais a simplicidade e a ignorância dos primórdios, já somos Espíritos com vasta bagagem de conhecimento intelecto-moral, condição que nos permite decidir com maior consciência qual o caminho que queremos seguir. Na questão 630 de o Livro dos Espíritos Kardec indaga aos amigos da espiritualidade: “Como se pode distinguir o bem do mal? O bem é tudo o que é conforme à lei de Deus; o mal, tudo o que lhe é contrário…”

Sendo assim escolher o bem é cumprir a lei de Deus. E onde está escrito essa lei? Como podemos observá-la? Entendê-la e colocá-la em prática? – Ela está gravada na consciência de todos nós! E o Mestre Jesus para nos ajudar ensinou-a de uma forma singela: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito…Amarás o teu próximo, como a ti mesmo…Toda a lei se acha contida nesses dois mandamentos. ” Aquele que a observa nas suas ações escolheu o Bem.

Texto do Evangelho para a semana: Capítulo: VIII – Item: 13 – Missão do Homem Inteligente na Terra.

Convite ao bem
“Mas, quando fores convidado, vai. ” – Jesus (Lucas, 14:10.)

Em todas as épocas, o bem constitui a fonte divina, suscetível de fornecer-nos valores imortais. O homem de reflexão terá observado que todo o período infantil é conjunto de apelos ao sublime manancial.

O convite sagrado é repetido, anos a fio. Vem através dos amorosos pais humanos, dos mentores escolares, da leitura salutar, do sentimento religioso, dos amigos comuns.

Entretanto, raras inteligências atingem a juventude, de atenção fixa no chamamento elevado. Quase toda gente ouve as requisições da natureza inferior, olvidando deveres preciosos.

Os apelos, todavia, continuam…

Aqui, é um livro amigo, revelando a verdade em silêncio; ali, é um companheiro generoso que insiste em favor das realidades luminosas da vida…

A rebeldia, porém, ainda mesmo em plena madureza do homem, costuma rir inconscientemente, passando, todavia, em marcha compulsória, na direção dos desencantos naturais, que lhe impõem mais equilibrados pensamentos.

No Evangelho de Jesus, o convite ao bem reveste-se de claridades eternas. Atendendo-o, poderemos seguir ao encontro de Nosso Pai, sem hesitações.

Se o clarim cristão já te alcançou os ouvidos, aceita-lhes as clarinadas sem vacilar.

Não esperes pelo aguilhão da necessidade.
Sob a tormenta, é cada vez mais difícil a visão do porto.

A maioria dos nossos irmãos na Terra caminha para Deus, sob o ultimato das dores, mas não aguardes pelo açoite de sombras, quando podes seguir, calmamente, pelas estradas claras do amor.

Do Livro: Pão Nosso
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier
Pelo Espírito: Emmanuel