Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DE CONHECER A SI MESMO

SEMANA DE CONHECER A SI MESMO

“Homem, conhece-te a ti mesmo!”
Sócrates

AMIGOS DO GRUPO

Conhecer a si mesmo é o princípio regenerador que deve nortear a busca do nosso desenvolvimento pessoal e por consequência, a transformação do meio em que vivemos, mas que caminho seguir?
A proposta feita por Sócrates na antiguidade “conhece-te a ti mesmo”, representa até hoje, a condição para atingirmos o progresso moral.
A lição de Santo Agostinho, no Livro dos Espíritos, questão 919a, nos ensina: “Fazei o que eu fazia de minha vida sobre a Terra: ao fim da jornada, eu interrogava minha consciência, passava em revista o que fizera, e me perguntava se não faltara algum dever, se ninguém tinha nada a lamentar de mim.”
O autoconhecimento é, portanto, a chave do melhoramento individual e nos remete a análise de nossas virtudes e principalmente de nossas falhas, proporcionando-nos uma oportunidade para redenção.
O maior desafio da humanidade é o da mudança de mentalidade e o Espiritismo é o convite que conduz ao progresso individual e coletivo.

Texto do evangelho para a semana: Cap. XI – item 11 – O Egoísmo.

DIA DO AUTOCONHECIMENTO
Muito se fala na necessidade que temos de conhecer a nós mesmos. Para alguns pode ser estranha essa ideia, pois acreditam que todos conhecem a si mesmos. Aí está o engano. Somos, quase sempre desconhecidos para nós mesmos. Costumo perguntar a várias pessoas quem elas são e recebo respostas mais ou menos parecidas: “Sou professora”, Sou mecânico”, Sou jovem”, Sou rico”, “Sou religioso”. Ora, essas características não demonstram que a pessoa se conhece, pois profissão, sexo, religião e condição social são estados passageiros, e o que é transitório não pode definir o que de fato somos. Poucos, portanto, conhecem-se. Essa conversa de autoconhecimento não é nova, os filósofos gregos da Antiguidade já se referiam à necessidade que o homem tinha de se conhecer. Se tudo na vida depende de mim, depende das minhas atitudes, se sou um universo em ação, preciso saber quem sou, o que me move na vida, por que me comporto desta ou daquela maneira, a fim de tomar as atitudes adequadas que gerarão paz e felicidade.
Além do mais, temos uma verdade interior, aquilo que se passa no fundo da nossa alma, são os nossos sonhos existenciais, os nossos objetivos, a razão da nossa vida. Você já parou para pensar que existe razão para você estar vivo? Que existe um motivo para que você esteja aqui em nosso planeta? Que você está vivo, por pior que lhe pareça a situação, é porque essa missão ainda não terminou. Você está aqui para evoluir desenvolvendo seus inúmeros potenciais. Mas quais são eles? Ah, isso só você poderá saber, desde que mergulhe fundo no seu universo interior. Pode ser o seu potencial de garra, de determinação, de coragem, de renúncia, de afeto, de tolerância, de paciência, enfim, as possibilidades são muito variadas. Seus problemas podem indicar que setor da sua vida está precisando de atenção, o que realça a ideia da necessidade que temos de nos conhecer. É preciso descobrir-se, saber quem você é, qual a razão da sua existência, quais as lições que a vida está lhe trazendo para o seu crescimento. (…) Quando vamos dar um presente a alguém, procuramos nos inteirar do que a pessoa gosta, quem ela é. Da mesma forma deve ocorrer conosco. O autoconhecimento coopera para que se possa discernir em torno do que é útil ou supérfluo, indispensável ou secundário à vida feliz. Afinal, quem é você?

Do Livro: Para o Dia Nascer Feliz
De: José Carlos de Lucca