Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DE BUSCAR AO MESTRE JESUS

“No templo secreto da alma, o Cristo espera por nós, a fim de revigorar-nos as forças exaustas.”
Emmanuel

Amigos do Grupo

Jesus, o Amigo verdadeiro, nos trouxe o Evangelho que é um código de bem viver e a aplicação na vida diária é a fórmula para auxiliar a resolvermos nossos problemas.
Jesus foi apontado como o Modelo e Guia da humanidade, isto é, Aquele que devemos imitar e O que veio para nos mostrar o caminho, nos conduzir e nos aconselhar.
Devemos buscar em Seus atos e em Suas atitudes, que não foram poucas, a maneira como proceder nas diversas situações.
E eis alguns dos exemplos: esse Ser tão especial tomou de um grão de mostarda e o fez símbolo da fé que move montanhas. Utilizou-Se da água pura, que sacia a sede para todo o sempre. Multiplicou os pães, simbolizando a fraternidade.
Embora visando sempre as coisas do Espírito, Jesus jamais desprezou as coisas pequenas da Terra.
É assim que Seu coração se alegra pelas flores do campo e as pequeninas aves do céu.
Jesus é a meta de nossa renovação e Seu convite através das lições de beleza e de felicidade, são feitos constantemente a todos os que têm ouvidos de ouvir e olhos de ver, nos trazendo a esperança de melhores dias e nos estimulando à auto-superação.
Que Jesus nos envolva em seu amor e sua paz!

Texto do Evangelho para a semana: cap. VI – item 6
O CRISTO OPERANTE

A vaidade humana sempre guardou a pretensão de manter o Cristo nos círculos do sectarismo (seita) religioso, mas Jesus prossegue operando em toda parte onde medre (desenvolve) o princípio do bem.
Dentro de todas as linhas de evolução terrestre, entre santuários e academias, movimentam-se os adventícios (peregrinos) inquietos, os falsos crentes e os fanáticos infelizes que acendem a fogueira da opinião e sustentam-na. Entre eles, todavia, surgem os homens da fé viva, que se convertem nos sagrados veículos do Cristo operante.
Simão Pedro centralizou todos os trabalhos do Evangelho nascente, reajustando aspirações do povo escolhido.
Paulo de Tarso foi poderoso imã para a renovação da gentilidade (paganismo).
Através de ambos expressava-se o mesmo Mestre, com um só objetivo – o aperfeiçoamento do homem para o Reino Divino.
É tempo de reconhecer-se a luz dessas eternas verdades.
Jesus permanece trabalhando e sua bondade infinita se revela em todos os setores em que o amor esteja erguido à conta de supremo ideal.
Ninguém se prenda ao domínio das queixas injustas, encarando os discípulos sinceros e devotados por detentores de privilégios divinos. Cada aprendiz se esforce por criar no coração a atmosfera propícia às manifestações do Senhor e de seus emissários. Trabalha, estuda, serve e ajuda sempre, em busca das esferas superiores, e sentirás o Cristo operante ao teu lado, nas relações de cada dia.

Do livro: Pão Nosso
De: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier