Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DAS MÃES

“Toda mãe por si conserva, em traços de Amor e Luz, a humildade de Maria e a grandeza de Jesus”.
Auta de Souza

AMIGOS

Convencionou-se no Brasil homenageá-las no segundo domingo de maio, mas, com alegria afirmo, todos os dias é dia das mães. Não vou enumerar as qualidades que te reveste este papel, apenas quero compartilhar a homenagem e lembrar com saudade dos tempos de outrora, onde eu corria ao seu encontro e nos teus braços me sentia o ser mais feliz do mundo. O tempo passou e eu cresci, mas o respeito e o Amor que por ti tenho nunca passa.

Para alguns de nós as mães ou filhos já não estão no plano físico, porém, sabemos que onde elas ou eles estiverem velam por nós, sendo assim nada de tristeza, mas da certeza de que estamos sempre juntos.

Em outros casos é bem verdade que muitas mães e filhos ainda não compreenderam seu papel e cometem equívocos lamentáveis. Para esses casos vale lembrar que no nosso estágio evolutivo não existe mãe perfeita ou filho perfeito, mas todos, mães e filhos, podem superar pequenas diferenças e viverem em harmonia.

Dessa forma, filhos abracem suas mães diga-lhes o quanto a ama e o quanto ela é importante na sua vida. Não importa se a mãe é pobre, rica, casada, solteira, jovem ou não, vale a gratidão por esse ser que nos permitiram renascer, nos ensinaram os primeiros passos, nos alimentaram, educaram, amaram e prosseguem nos amando, de onde se encontrem. Mães abracem seus filhos e reforcem os sentimentos de Amor que sempre tiveram por eles.

Texto do Evangelho para a semana: Cap.: XIV – Itens 3 – “Piedade Filial”

Anjo Misericordioso
As mais belas palavras entretecidas em forma de uma auréola de gratidão não expressam, realmente, a grandeza de que te revestes, anjo querido.
Sendo uma estrela luminífera, escondes a tua claridade no corpo físico, a fim de não ofuscares os caminhos que percorres, particularmente quando te tornas mãe.
O brilho, porém, da tua luminosidade exterioriza-se e clareia a noite densa do processo de crescimento daqueles que vêm aos teus braços, na condição de filhos, na ansiosa busca do progresso e da plenitude.
Os teus silêncios, nos momentos de testemunho, transformam-se em canções de inigualável beleza, dando sentido psicológico e harmonia à vida, porque te sacrificas em benefício daqueles que Deus te concedeu por empréstimo sublime para os conduzires ao Seu coração inefável.
O teu devotamento contínuo constitui a lição preciosa de perseverança de quem acredita na Vida e no triunfo do Bem Eterno, nunca desistindo de lutar e de doar-te.
A tua paciência gentil e a tua serena abnegação, mesmo nas horas difíceis, são poemas vivos de amor incomum, que terminam por transformar as estruturas morais humanas deficientes em resistência e vigor para os enfrentamentos da reencarnação.
A tua serenidade, quando tudo parece conspirar contra o êxito daqueles que educas, e a tua certeza de que o amor tudo pode, convertem-se na segurança que se faz indispensável para que a vitória seja alcançada.
As ingratidões dos filhos não te desanimam, as vicissitudes da existência não te desarmonizam, os embates do cotidiano não te enfraquecem, e prossegues a mesma, sofrida, às vezes, perseverando, porém, nos deveres a que te entregas com doação total.
Aprendeste a sorrir quando os teus filhos estão alegres e a chorar ante as suas preocupações e fracassos, nunca cedendo espaço ao desespero ou à revolta, quando eles não conseguem superar os impedimentos e tombam em momentâneos fracassos.
Nesses momentos, renovada em forças e revestida de coragem, ergue-os, dando-lhes as mãos generosas e direcionando-lhes os passos no rumo certo, a fim de que recomecem e se recuperem.
Estejas na opulência ou na pobreza total, a tua maternidade é sinal do poder de Deus que te consagrou como co-criadora, na condição de anjo do lar, a fim de que o mundo cresça e a vida humana alcance a meta para a qual foi organizada.
É certo que nem todos os filhos sabem compreender a tua grandeza, os teus sacrifícios e lutas, mas isso não te é importante.
Por isso mesmo, insistes e perseveras sem descanso, trabalhando com esses diamantes brutos que deves lapidar, a fim de que permitam o brilho da Estrela Polar – Jesus! – no recesso do ser.

Pelo Espírito Amélia Rodrigues.
Página psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco, na manhã de 10 de março de 2006, na residência de George e Akemi Adams, em Santa Monica, Califórnia, EUA. Fonte: Reformador de Maio de 2006.