Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DAS BOAS ATITUDES

“O caminho para uma vida feliz é enxergar as pequenas e boas coisas que nos acontecem no dia-a-dia de todos os nossos dias.”
Alkindar de Oliveira

Amigos do Grupo

Muitos consideram a felicidade inatingível aqui na Terra, onde o sofrimento e as dores morais afligem o ser humano em processo de resgate e provações.
O olhar, os ouvidos e a boca de Jesus, plenos de misericórdia, consolavam, convidando o homem de todas as épocas, à conquista da felicidade.
Ninguém poderá abrir a porta do seu coração, para a entrada do Mestre, a não ser você mesmo.
León Denis nos esclarece em sua obra “O Problema do Ser, do Destino e da Dor”, que “O pensamento é criador. Não atua somente em roda de nós, influenciando nossos semelhantes para o bem ou para o mal; atua principalmente em nós; gera nossas palavras, nossas ações e, com ele, construímos, dia a dia, o edifício grandioso ou miserável de nossa vida presente ou futura.”
Assim sendo, treinar a mente para a felicidade passa a ser uma possibilidade real.

Texto do Evangelho para a semana:
Cap.: XXIV – Itens: 17, 18 e 19 – Carregar a cruz, quem quiser salvar a vida, perdê-la-á.

ABRA SEU CORAÇÃO

A sala estava repleta de convidados, todos curiosos para ver a obra de arte, ainda oculta sob o pano branco.
Falava-se que o quadro era lindo.
As autoridades do local estavam presentes, entre fotógrafos, jornalistas e outros convidados, porque o pintor era, de fato, muito famoso.
Na hora marcada, o pano que cobria a pintura foi retirado e houve caloroso aplauso.
O quadro era realmente impressionante.
Tratava-se de uma figura exuberante de Jesus, batendo suavemente na porta de uma casa.
O Cristo parecia vivo. Com o ouvido junto à porta, Ele desejava ouvir se lá dentro alguém respondia.
Houve discursos e elogios.
Todos admiravam aquela obra de arte perfeita.
Contudo, um observador curioso achou uma falha grave no quadro: a porta não tinha fechadura.
Dirigiu-se ao artista e lhe falou com interesse: a porta que o senhor pintou não tem fechadura. Como é que O Visitante poderá abri-la?
É assim mesmo, respondeu o pintor calmamente.
A porta representa o coração humano, que só abre pelo lado de dentro.
Muitas vezes, mal interpretado, outras tantas, desprezado, grandemente ignorado pelos homens, o Cristo vem tentando entrar em nossa casa íntima há mais de dois milênios.
Conhecedor do caminho que conduz à felicidade suprema, Jesus continua sendo a visita que permanece do lado de fora dos corações, na tentativa de ouvir se lá dentro alguém responde ao seu chamado.
Todavia, muitos o chamamos de Mestre, mas não permitimos que Ele nos ensine as verdades da vida.
Grande quantidade de cristãos, falam que Ele é o médico das almas, mas não seguem as prescrições Dele.
Tantos dizem que Ele é o irmão maior, mas não permitem que coloque a mão nos seus ombros e os conduza por caminhos de luz…
Talvez seja por esse motivo que a humanidade se debate em busca de caminhos que conduzem a lugar nenhum.
Enquanto o Cristo espera que abramos a porta do nosso coração, nós saímos pelas janelas da ilusão e desperdiçamos as melhores oportunidades de receber esse Visitante ilustre, que possui a chave que abre as portas da felicidade que tanto desejamos.
E se você não sabe como fazer para abrir a porta do seu coração, comece por fazer pequenos exercícios físicos, estendendo os braços na direção daqueles que necessitam da sua ajuda.
Depois, faça uma pequena limpeza em sua casa íntima, jogando fora os detritos da mágoa, da incompreensão, do orgulho, do ódio…
Em seguida, busque conhecer a proposta de renovação moral do Homem de Nazaré.
Assim, quando você menos espera, Ele já estará dentro do seu coração como convidado de honra, para guiar seus passos na direção da luz, da felicidade sem mescla que você tanto deseja.

Equipe de Redação do Momento Espírita – www.momento.org.br, com base no livro Repositório de Sabedoria, vol. 2, Jesus, de Joanna de Angelis – Psicografia Divaldo Pereira Franco.