Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA RENOVAÇÃO DA VIDA

“Renovar – não é destruir. É respeitar os fundamentos, restaurando as obras para o bem geral.”
André Luiz

Amigos do Grupo

Renovar quer dizer: tornar novo, mudar ou modificar para melhor; restaurar, reformar… (Dic.Aurélio)
Renovar-se, significa dar a nós mesmos, a oportunidade de tornarmo-nos melhores a cada dia; buscando nosso aprimoramento enquanto pessoas e espíritos que somos, em constante aprendizado.
E se cultivarmos a presença Divina em nossas vidas, os resultados desse processo serão muito mais eficientes e satisfatórios.
Busquemos, então, ver a ação misericordiosa do Pai a cada manhã, quando opera-se a renovação de um novo dia com toda sua beleza e grandiosidade, e aproveitemos este exemplo diário para estimular e fortalecer a vontade e a fé, buscando vencer nossas próprias dificuldades e limitações, propiciando desta forma, nossa valiosa RENOVAÇÃO ÍNTIMA através dos tempos.
No túmulo de Kardec está escrito: “NASCER, MORRER, RENASCER E PROGREDIR SEM CESSAR. TAL É A LEI”, mostrando-nos que a morte do corpo físico é apenas uma oportunidade de renovação e progresso, pois o espírito continuará sua jornada aprendendo a cada dia, aqui e acolá, num processo de renovação incessante, até que alcance a perfeição.

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: VI – Item: 08

RENOVEMO-NOS DIA A DIA

“…transformai-vos pela renovação de vossa mente, para que proveis qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” – Paulo (Romanos, 12:2.)

Não adianta a transformação aparente da nossa personalidade na feição exterior.
Mais títulos, mais recursos financeiros, mais possibilidades de conforto e maiores considerações sociais podem ser simples agravo de responsabilidade.
Renovemo-nos por dentro.
É preciso avançar no conhecimento superior, ainda mesmo que a marcha nos custe suor e lágrimas.
Aceitar os problemas do mundo e superá-los, à força de nosso trabalho e de nossa serenidade, é a fórmula justa de aquisição do discernimento.
Dor e sacrifício, aflição e amargura, são processos de sublimação que o Mundo Maior nos oferece, a fim de que a nossa visão espiritual seja acrescentada.
Facilidades materiais costumam estagnar-nos as lições dos vanguardeiros do progresso e vivendo a nossa existência sob a inspiração do serviço incessante.
Apliquemo-nos à construção da vida equilibrada, onde estivermos, mas não nos esqueçamos de que somente pela execução de nossos deveres, na concretização do bem, alcançaremos a compreensão da vida, e, com ela, o conhecimento da “perfeita vontade de Deus”, a nosso respeito.

Do livro: Fonte Viva
Pelo espírito: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier