Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA LIBERDADE

“… A liberdade por excelência é adquirida pela consciência do bem no reto culto do dever“.

Manoel P. de Miranda

Amigos

Todos nós fomos criados da mesma forma, “simples na forma e ignorantes no conhecimento”. À medida que vamos adquirindo o conhecimento, vamos desenvolvendo nossos vícios e virtudes.
Com a oportunidade da reencarnação temos a liberdade de escolhermos o que é melhor para o nosso crescimento e que nos aproxima cada vez mais do nosso Pai.
O Espiritismo nos esclarece, nos norteia e nos convida constantemente para a nossa transformação.
Busquemos o equilíbrio e usemos essa liberdade, que nos é dada, com sabedoria… Não apenas em nosso benefício, mas também do nosso próximo e consequentemente na evolução do mundo em que vivemos.

Texto do Evangelho para a Semana:
Cap.: V – Item 22 – Se fosse um homem de bem, teria morrido

EM TORNO DA LIBERDADE

“ Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade, mas não useis da liberdade para dar ocasião à carne; antes, pelo amor, servi-vos uns aos outros”.
Paulo (Gálatas,5:13)

Quanto mais se agiganta a evolução intelectual na terra, mais se propaga apelos em torno da liberdade.
Há povos que se batem por liberdade mais ampla.
Aparecem os chamados campeões da liberdade, levando quartéis de opressão e esfogueadas legendas de rebeldia.
Fala-se em mais liberdade para a juventude.
No entanto, basta uma vista de olhos, nas máquinas aperfeiçoadas do mundo moderno, para que se reconheça como é inevitável a necessidade de disciplina.
O automóvel, chispa, vencendo barreiras, mas, se o motorista foge do equilíbrio ao volante ou se desobedece aos sinais de trânsito, o acidente sobrevêm.
O avião devora distâncias, transportando o homem, através de todos os continentes, no espaço de poucas horas,; todavia, se o piloto não atende aos planos traçados na direção, o desastre não se faz tardio.
Louvemos a Liberdade, sim, mas a liberdade de construir, melhorar, auxiliar, elevar…
Ninguém na terra foi mais livre que o Divino Mestre. Livre até mesmo da posse, da tradição, da parentela, da autoridade. Entretanto, ninguém mais do que ele se fez escravo dos Desígnios Superiores, para beneficiar e iluminar a comunidade.
Eis porque nos adverte o apóstolo, sensatamente: “Fostes chamados à liberdade, mas não useis a liberdade, favorecendo a devassidão; ao invés disso, santifiquemos a liberdade, através do amor, procurando servir”.

Texto extraído do Livro: Palavras da Vida Eterna
Pelo Espírito Emmanuel
Psicografia de Francisco Cândido Xavier