Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DE COMBATE À ANSIEDADE

“Não tenhas pressa – a paciência te ajudará a atravessar o momento de crise e os frutos do amanhã serão proporcionais à tua paciência de agora.”

Hammed

 

AMIGOS

 

Segundo o dicionário, ansiedade significa “inquietação ou dor do espírito causada por impaciência ou incerteza; agonia, aflição”.

Você se considera uma pessoa tranquila ou sente-se ansiosa com frequência?

Joanna de Ângelis diz que: “A ansiedade traduz desarmonia interior, insegurança e insatisfação.

É a crença no inconformismo, do qual decorre a incerteza em torno das ocorrências do cotidiano.

O ansioso perturba-se e perturba.

No seu estado de ansiedade, desgasta-se e exaure aqueles que se lhe submetem ou com quem convive.

A ansiedade pode ser considerada como um fenômeno de desequilíbrio emocional.”

Ao sermos acometidos por crises de ansiedade, devemos indagar qual a sua origem. Normalmente advêm de incertezas quanto ao futuro, geradas de algum ato que praticamos no passado, fazendo-nos carregar um fardo, mais ou menos pesado, de remorso e culpa.

Vamos então, nos auto avaliar e através do trabalho no bem, procurar o equilíbrio necessário para melhor nos conduzirmos.

 

Texto do evangelho para a semana: Cap. XXV – item 6 – Observai os Pássaros do Céu.

 

EVITANDO INQUIETAÇÕES

Considerando que a inquietação em nós gera inquietação naqueles que nos rodeiam, revisemos, pelo menos de quando em quando, as induções que nos possam impelir à intranquilidade.

Recorda que todos nós, os espíritos encarnados ou desencarnados, em evolução na Terra, ainda estamos longe da condição de espíritos perfeitos.

Quase impossível seguir sem erros na jornada, mas é preciso reconhecer que a Divina Providência jamais nos sonega recursos para corrigi-los.

Aceita-te como és e onde estás, a fim de que consigas caminhar com segurança para o que deves ser e para a melhor condição que te cabe alcançar.

Consulta o passado, por arquivo de informações que te facilite os movimentos em rumo certo, mas não te prendas à lembrança de caráter negativo, porque hoje é o dia de construir o amanhã com o material selecionado de que disponhas no campo da experiência.

Libera a capacidade de compreender e perdoar com que o Criador nos dotou a cada um, para que o ressentimento, ante os conflitos de ação e de opinião, nas áreas de trabalho em que te vês, não te causem desequilíbrios.

Não acredites tanto em doença e cansaço que te impeçam de servir ao próximo, trabalhando um tanto mais.

Auxiliar desinteressadamente aos semelhantes será sempre a base de qualquer melhoria.

Cultivemos o respeito a nós mesmos, sem o qual não se sabe de que modo angariar o respeito dos outros.

 

Do Livro: Calma

De: Emmanuel

Psicografia de Francisco Cândido Xavier