Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA IMORTALIDADE

Semana de 29/05 a 04/06/2016.

“Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir continuamente, tal é a lei”
Allan Kardec

AMIGOS

O Codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, indagou aos imortais:
“No momento da morte, qual o sentimento que domina a maioria dos homens? A dúvida, o medo ou a esperança?”
Ao que os Espíritos lhe respondem: “A dúvida para os descrentes endurecidos; o medo para os culpados; a esperança para os homens de bem.”
Nesta semana nosso convite é para que pensemos na imortalidade.
Uma vez criados por Deus, Espíritos imortais que somos, necessitamos aprender a viver em harmonia, primeiro conosco e depois com os nossos irmãos, seja aqui enquanto encarnados ou após o nosso desencarne.
Precisamos definitivamente entender que não viveremos apenas os anos destinados à nossa atual reencarnação, mas para sempre. Dessa forma, o nosso dever é o de direcionar ações visando o bem aqui ou em qualquer plano da Erraticidade em que nos situaremos.
Sendo assim, vamos aproveitar nosso tempo para nos depurar e aprendermos a ser pessoas melhores, mais sábias, mais bondosas. Jesus nos indicou o caminho com a sua doutrina de Amor. Sigamos com determinação em busca de um futuro, de uma eternidade melhor.

Texto do Evangelho para esta semana: Capitulo IV item 25 Necessidade da Encarnação

VIVER PARA SEMPRE

O Espiritismo acorda em nós a responsabilidade de viver para sempre. A vida não é mais um período de tempo entre o berço e o túmulo, estende-se mais além. Não é mais dividida em tempo de pujança carnal e fase de tibieza de espírito, na qual a alma é um ser sem energias e sem determinação, caminhando para a beatitude dos céus, ou para os tormentos do inferno.
Com o espiritismo, compreende-se a vida plena de vigor, que mais se intensifica no mundo que se abre ao espírito liberto da carne.
O véu que nos ocultava o futuro se levanta e as responsabilidades se ampliam perante a inevitabilidade de ação da lei de causa e efeito, que coloca o algoz ao lado da vítima, numa perspectiva que se renova pelo avançar dos séculos.
Tudo pode tornar-se grande, dentro da visão espirita: a dor, os compromissos, as missões, a felicidade. Depende de cada um o futuro que se aguarda, como de cada um dependeu o presente que se vive.
Diante da certeza de viver para sempre, cala-se a voz da ilusão, que busca fantasiar a existência, visando afastar a responsabilidade pelos atos cometidos; foge da sombra da ignorância, que esconde o erro na vã esperança de fazê-lo esquecido.
O espiritismo é luz em nossos caminhos, dá vigor às nossas ações e paz no trabalho e na luta.
… Viver para sempre é colher sempre e sempre o fruto dos nossos pensamentos, palavras e ações, transformando, pelo poder da vontade, as nossas lágrimas de infortúnio em lágrimas de alegria e arrebatamento espiritual.
Trabalhemos sem cessar, irmãos queridos, conscientes de que, se temos que viver para sempre, é colocando a mente e as mãos no serviço a que somos convocados pelas leis da vida, que encontraremos o ânimo e as forças, a paz e o auxilio, condições indispensáveis para aproveitar o tempo e alcançar logo a felicidade que almejamos, mas que ainda não soubemos construir nos próprios corações… a consciência de que vivemos para sempre nos torna cheios de gratidão e de amor ao Pai Celeste.

Rodrigo
Do livro – Bilhetes Fraternais (adaptação)
Espíritos Diversos- Soc. Divulgadora do Espiritismo Cristão – SODEC