Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA FRATERNIDADE

“Desenvolve a fraternidade no coração deixando-a espraiar-se como benção lenificadora. ”
Joanna de Angelis

Amigos do Grupo

Fraternidade, no dicionário está definido como: relativo a irmãos; ao amor entre irmãos. Sabemos da imensa necessidade que temos em desenvolver o sentimento fraterno, reconhecendo-nos verdadeiramente como irmãos que somos.
Nosso 8º Encontro de Trabalhadores está chegando, aproveitemos então, para refletirmos sobre o que tem nos trazido à Casa Espírita.
Será que é o dever com o trabalho assumido?
As necessidades dos que por nós são assistidos?
O desejo de ampliarmos nosso conhecimento?
Com certeza esses são alguns dos muitos motivos que nos trazem até aqui, e podemos ainda, incluir o desejo de estarmos entre amigos, a alegria de compartilharmos o mesmo ideal e a certeza de sermos todos irmãos, filhos de um Deus que é puro amor.
Aproveitemos o clima que antecede o nosso Encontro para reforçar os nossos laços de afeto e carinho uns para com os outros, e lembremo-nos do que disse Jesus “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.”

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: – XI – Item: 4

Oração da Fraternidade

Senhor!
Somos uma só família de coração a se rearticularem no espaço e no tempo, aprendendo a servir-te. Ensina-nos a sermos mais irmãos uns dos outros. Ajuda-nos para que seja cada um de nós a complementação do companheiro, naquilo em que nosso companheiro esteja em carência.
Se um tropeça, dá que lhe sirvamos de apoio.
Se outro descansa, amparemos a fim de que lhe tomemos o lugar na tarefa sem reclamações e sem queixa. Ilumina-nos o entendimento para que nos convertamos em visão para aqueles que ainda não conseguem enxergar o caminho claro que nos traçaste; o ouvido atento para quantos se incapacitarem no trabalho, entorpecidos na indiferença, a tranqüilidade para os que venham a cair na discórdia, e a compreensão de todos os que ainda não logram divisar a luz da verdade.
Senhor guarda-nos em teu infinito amor, para que nos devotemos fielmente uns aos outros e ainda que a nevoa do passado nos entenebreça os caminhos do presente, favorecendo-nos a separação ou o desajuste, dá que o clarão de tua benção nos refaça as energias e nos restabeleça o senso de rumo para que nós todos, unidos e felizes, sejamos invariavelmente uma família só, procurando escorar-nos, no apoio recíproco, de modo a que, um dia, estejamos integrados em teu serviço na alegria imortal, para sempre.

Bezerra de Menezes.

Livro: Taça de Luz
Psicografia: Francisco Cândido Xavier