Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA FAMÍLIA

Janeiro Mês da Família………………“A união e a afeição que existem entre pessoas parentes são um indicio
da simpatia anterior que as aproximou.” Allan Kardec-ESE

Neste mês de janeiro de 2008 estamos nos empenhando em fortalecer os LAÇOS DE FAMILIA de todos os freqüentadores, trabalhadores e visitantes do IEOB.
Os maiores problemas que enfrentamos hoje na nossa sociedade, são conseqüências do desagregamento familiar que estamos vendo acontecer nos últimos anos.
Kardec no Livro dos Espíritos na Lei de Sociedade, nos ensina que a união familiar é fundamental para a restauração da sociedade e somente uma família firmada sobre bases Cristãs, pode auxiliar o desenvolvimento moral de seus componentes a ponto de os preparar para atuarem na grande mudança para melhor que se dará no planeta nas próximas décadas.
Ajudemos nossa família a se ajustar, se unir e crescer, sabendo que a responsabilidade é de todos os membros que a compõem.
Jesus ensinou – nos que: “…a paz do mundo começa sob as telhas a que nos acolhemos”.

Texto do Evangelho para a semana:
Capitulo IV item 18 Os laços de família fortalecidos…

NOSSOS DEVERES NO LAR

O lar é o primeiro a sofrer os ataques e abalos da busca desordenada pelos valores materialistas e imediatistas da sociedade moderna, a custa do desprezo aos valores mais sagrados da família.
Se as divergências domésticas cresceram, gerando desequilíbrios e desajustes a explodirem na forma de separações, abandonos, atritos, discussões intermináveis, entre pais, filhos e cônjuges, compete a nós trabalharmos intimamente com mais intensidade o nosso “eu interior” nas ações do dia a dia. Quanto mais houver a ameaça da tempestade, mais sólida deverá ser a construção de nossa “casa mental”.
André Luiz alerta-nos que: “o lar é instituição essencialmente divina em que se deve viver, dentro de suas portas, com o coração e com a alma.”
E Emmanuel completa ao ser indagado sobre de que precisamos para vencer na luta doméstica? – “devemos revestir-nos de paciência, amor, compreensão, devotamento, bom ânimo, e humildade, a fim de aprender e vencer, na luta doméstica”.
Os deveres de cada um de nós como pais, mães, filhos e irmãos, bem cumpridos e carregados com alegria, fazem que coletivamente o Lar seja um ambiente de paz e satisfação.
Não devemos exigir dos familiares a conduta equilibrada que nos compete demonstrar, amando-os da maneira como são, sem esperar-lhes santidade.
A bondade e o sacrifício devem ser palavras que constam do dicionário de nossa convivência familiar.

Do Livro – UM DESAFIO CHAMADO FAMÍLIA
DE – Joamar Zanolini Nazareth – Minas editora