Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA CARIDADE PARA COM O PRÓXIMO

“A caridade é o processo de somar alegrias, diminuir males, multiplicar esperanças e dividir a felicidade para que a Terra se realize na condição do esperado Reino de Deus.”
(Emmanuel)

Amigos do Grupo

Quando ouvimos esse termo Caridade para com o próximo, muitas coisas nos vêem a mente, e às vezes até nos deixam inquietos diante de tantas opiniões e entendimentos, mas para que não nos percamos na verdadeira definição dessa máxima sigamos o evangelho onde está bem claro no capítulo 11 item 4: “(…) “Amar o próximo como a si mesmo; fazer pelos outros o que quereríamos que os outros fizessem por nós”, é a expressão mais completa da caridade, porque resume todos os deveres do homem para com o próximo. Não podemos encontrar guia mais seguro, a tal respeito, que tomar para padrão, do que devemos fazer aos outros, aquilo que para nós desejamos. Com que direito exigiríamos dos nossos semelhantes melhor proceder, mais indulgência, mais benevolência e devotamento para conosco, do que os temos para com eles? A prática dessas máximas tende à destruição do egoísmo. Quando as adotarem para regra de conduta e para base de suas instituições, os homens compreenderão a verdadeira fraternidade e farão que entre eles reinem a paz e a justiça. Não mais haverá ódios, nem dissensões, mas, tão-somente, união, concórdia e benevolência mútua.”
Lembrando que ainda no capítulo 15 item 10, somos instruídos que: “FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO”.

Texto do Evangelho para a semana:
Capitulo: XI – Item 14 – Caridade para com os criminosos

DAR

Dar
Com Jesus, o Mestre do Bom Exemplo, dar é associar várias qualidades de espírito que, em conjunto, compõem a caridade.
Por isso, na ação de dar, observa os dez mais expressivos estados d’alma.
Gentileza – dá sem humilhar quem recebe.
Humildade – dá disfarçando o gesto de dar.
Compaixão – dá sem salientar a deficiência do próximo, mas sim a exalçar-lhe a boa parte.
Discrição – dá sem alarde e ostentação.
Indulgência – dá sem pensar em ingratidão.
Alegria – dá com aprazimento e simpatia.
Fraternidade – dá sem preferências.
Condescendência – dá sem a preocupação de que beneficia falsos necessitados.
Desinteresse – dá sem segundas intenções.
Disciplina – dá cultivando o hábito de dar.
Lembra-te de que todos somos irmãos.
Os milhões de estrelas não dissipam as trevas da noite; mas o Sol, por mais próximo de nós, acende e garante o esplendor do dia…
Ajuda àquele que te partilha a marcha, o teu próximo mais próximo, aqui, hoje e sempre.

Texto do Livro: Sol nas Almas
Pelo Espírito: André Luiz
Psicografia de: Waldo Vieira

impressora