Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA CARIDADE PARA COM NOSSO CORPO

“A lei divina não nos pede sofrimento para que cresçamos e evoluamos; pede-nos somente que amemos cada vez mais.”
Hammed

Amigos do grupo

Na semana passada, aprendemos que devemos ter caridade para conosco e uma maneira de praticarmos esta caridade é cuidando e respeitando o nosso corpo, que é o instrumento que Deus nos concedeu, pela Sua Misericórdia, para buscarmos a evolução nesta encarnação.
Há muitas pessoas que desgastam seus corpos, desnecessariamente, desequilibrando-o fisicamente, deixando-o adoecer e querem buscar a cura para o corpo doente, sem o esforço e sem o propósito sincero de renovar os valores.
Jesus, o Médico das Almas, curou muitos enfermos, mas deixou bem claro que não bastava regenerar o corpo físico, que é preciso transformar as atitudes, com o propósito de iluminar o próprio caminho. “Vá e não peques mais”, disse Ele.
Batuíra nos ensina que “devemos ir em busca do nosso interior para dissolver a causa espiritual dos nossos desajustes.”
Caridade é o amor em ação, então vamos começar a praticar em nosso corpo, mudando nossa vibração causada pelo ressentimento, mágoa, ira, inveja, orgulho, vaidade, egoísmo, falta de perdão e tantos outros males, que envenenam nossa mente e desestruturam o nosso organismo.
Mente sã em corpo são, é imprescindível para continuarmos nossa jornada com sucesso e mostrar nossa gratidão ao Pai que nos concede mais uma vez a oportunidade da evolução.

Texto do Evangelho para a semana:
Capítulo: – XVII – Item 11 – Cuidar do Corpo e do Espírito

ABENÇOA TAMBÉM

Diante das vozes e dos braços que te amparam na enfermidade, coopera com os instrumentos da cura, abençoando a ti mesmo.
Em qualquer desajuste orgânico, não condenes o corpo.
O operário deve amar enternecidamente a máquina que o ajuda a viver, lubrificando-lhe as peças e harmonizando-lhe os implementos, se não deseja relegá-la à inutilidade e à secura.
Abençoa teu coração. É o pêndulo infatigável, marcando-te as dores e as alegrias.
Abençoa teu cérebro. É o gabinete sensível do pensamento.
Abençoa teus olhos. São companheiros devotados na execução dos compromissos que a existência te confiou.
Abençoa teus ouvidos. São guardas vigilantes que te enriquecem o entendimento.
Abençoa a tua língua. É o buril que te auxilia a plasmar toda frase edificante que te escapa da boca.
Abençoa teu estômago. É o servo que te alimenta.
Abençoa tuas mãos. São antenas no serviço que consegues realizar.
Abençoa teus pés. São apoios preciosos em que te sustentas.
Abençoa tuas faculdades genésicas. São forças da vida pelas quais recebeste no mundo o aconchego do lar e o carinho de mãe.
Eis que Deus te abençoa, a cada instante, no ar que respiras, no pão que te nutre, no remédio que refaz, na palavra que anima, no passe que alivia, na oração que consola…
Junto das células doentes ou fatigadas, não empregues o fogo da tensão, nem o corrosivo do desespero.
Abençoa também.

Do livro: Seara dos Médiuns
Pelo Espírito: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier

impressora