Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA CALMA

“Dê tempo ao tempo, para vencer é necessário muita luta, amor e confiança”.
Della Mônica

Amigos do Grupo

Estejamos atentos aos sinais que a vida nos encaminha, tanto a euforia desenfreada quanto o desânimo que abate, são extremos que nos indicam desequilíbrio e necessidade de atenção e cuidado.

Observar-se ainda é a melhor forma de buscar os ajustes necessários ao crescimento que tanto almejamos. Mas, também, é preciso que o caminhar esteja adequado às possibilidades, apressar o processo pode trazer desastrosos resultados.

Lembra-se da história do homem que assoprou a crisálida para que a borboleta pudesse surgir mais depressa? Para sua surpresa a pequena borboleta nasceu com as asas fracas e não pôde voar.

Respeita seu passo, delicie-se com o processo, não almeje o fim imediatista, tudo a seu tempo, e a medida que tenhamos condições as respostas que queremos surgem, muitas vezes essas respostas ou estes desfechos nem serão mais necessários com o desenrolar dos fatos.

O imediatismo nos atrapalha, busque a meditação, o silêncio interior, a prece sincera. Alegre-se com a simplicidade e com as sutilezas do caminho. Tudo é emanação amorosa do Senhor da Vida. Fiquem com Ele!

Texto do Evangelho para a semana:
Capitulo: XXV – Item 6 – Observai os pássaros do céu

Projeto elaborado com contribuição de um trabalhador da casa.

ACALMA-TE

Seja qual for a perturbação reinante, acalma-te e espera, fazendo o melhor que possas.
Lembra-te de que o Senhor Supremo pede serenidade para exprimir-se com segurança.
A terra que te sustenta o lar é uma faixa de forças tranquilas.
O fruto que te nutre representa um ano inteiro de trabalho silencioso da árvore generosa.
Cada dia que se levanta é convite de Deus para que Lhe atendamos à Obra Divina, em nosso próprio favor.
Se te exasperas, não Lhe assimilas o plano.
Se te afeiçoas à gritaria, não Lhe percebes a voz.
Conserva-te, pois, confiante, embora a preço de sacrifício.
Decerto, encontrarás ainda hoje corações envenenados que destilam irritação e desgosto, medo e fel.
Ainda mesmo que te firam e apedrejem, aquieta-te e abençoa-os com a tua paz.
Os desesperados tornarão à harmonia, os doentes voltarão à saúde, os loucos serão curados, os ingratos despertarão…
É da Lei do Senhor que a luz domine a treva, sem ruído e sem violência.
Recorda que toda dor, como toda nuvem, forma-se, ensombra e passa…
Se outros gritam e oprimem, espancam e amaldiçoam, acalma-te e espera…
Não olvides a palavra do Mestre quando nos afirmou que a Deus tudo é possível, e garantindo o teu próprio descanso, refugia-te em Deus.

Texto do Livro: Palavras de Vida Eterna
Pelo Espírito: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier

impressora