Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA BOA LEITURA

“Amparemos o livro respeitável, que é luz de hoje; no entanto, auxiliemos
e divulguemos, quanto nos seja possível, o livro espírita que é de hoje, amanhã e sempre.” Emmanuel (Chico Xavier)

AMIGOS DO GRUPO

A boa leitura Liberta, Educa e Renova o nosso ser.

Liberta-nos da ignorância das verdades imutáveis estabelecidas por Deus para a harmonia de todas as coisas. “O universo existe, logo tem uma causa. Duvidar da existência de Deus é negar que todo efeito tem uma causa e avançar que o nada pôde fazer alguma coisa.”

Educa-nos os sentimentos, os pensamentos, nos fazendo enxergar novas realidades, as quais, faculta-nos a libertação das algemas do vício, do preconceito, acendendo assim, a chama do bem que aponta o melhor caminho para a nossa evolução.

Renova-nos as forças que nos impulsionam a trilhar e persistir no caminho do bem, auxiliando-nos, em muitas ocasiões, a mudança do nosso padrão vibratório. Ela, a boa leitura, nos dá o conhecimento com os quais construímos o nosso entendimento, que nos faculta o controle das nossas emoções, pensamentos e ações.

“Espíritas! Amai-vos, este o primeiro ensinamento; instruí-vos, este o segundo.”

Texto do Evangelho para a semana:
Cap. VI – item 5 – Advento do Espírito de Verdade

PÁGINAS

“Mas a sabedoria que vem do alto é primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia.” (Tiago, 3:17.)

Toda página escrita tem alma e o crente necessita auscultar-lhe a natureza. O exame sincero esclarecerá imediatamente a que esfera pertence, no círculo de atividade destruidora no mundo ou no centro dos esforços de edificação para a vida espiritual.
Primeiramente, o leitor amigo da verdade e do bem analisar-lhe-á as linhas, para ajuizar da pureza do seu conteúdo, compreendendo que, se as suas expressões foram nascidas de fontes superiores, aí encontrará os sinais inequívocos da paz, da moderação, da afabilidade fraternal, da compreensão amorosa e dos bons frutos, enfim.

Mas, se a página reflete os venenos sutis da parcialidade, semelhante mensagem do pensamento não procede das esferas mais nobres da vida. Ainda que se origine da ação dos Espíritos desencarnados, supostamente superiores, a folha que não faça benefício em harmonia e construção fraterna é, apenas, reflexo de condições inferiores.

Examina, pois, as páginas do teu contato com o pensamento alheio, diariamente, e faze companhia àquelas que te desejam elevação. Não precisas das que se te figurem mais brilhantes, mas daquelas que te façam melhor.

Texto Extraído do Livro: Pão Nosso
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier
Pelo Espírito: Emmanuel

impressora