Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA AUTOCONSTRUÇÃO

“É pela educação, mais do que pela instrução, que se transformará a humanidade.”
Allan Kardec – Obras Póstumas

Amigos do Grupo

Somos os arquitetos, engenheiros, pedreiros e habitantes da nossa casa mental. O estado D’alma é o resultado da sintonia em que estamos habituados a vibrar.
A sintonia é o reflexo das nossas inclinações, tendências, dos nossos gostos, atitudes e anseios que alimentamos e somos retroalimentados quando do convívio com os nossos irmãos.
A autoconstrução para edificação em nós dos ensinamentos do Cristo começa pela sobreposição da humildade sobre o orgulho, da paciência sobre a ansiedade, da simplicidade sobre a vaidade, do perdão sobre a vingança e do Amor sobre o ódio.
Reparemos que cada um desses tijolos divinos, quando alicerçados pelo trabalhador consciente da sua condição de espírito imortal, estabelece bases sólidas que sustentam o reino do Mestre Jesus dentro de si.
Compete a cada um de nós o resultado da obra final.
Nos ensinamentos contidos no Evangelho encontramos os materiais necessários para a construção ou reforma da nossa casa mental. Mãos a obra!

Texto do Evangelho para a semana:
Capitulo: III – Item 2 – Diferentes estados da alma na erraticidade

REFORMA ÍNTIMA

Quando a espiritualidade sublime te clareou por dentro, passaste a mentalizar perfeição nas atitudes alheias. Entretanto, buscando, aqui e ali, padrões idéias de comportamento, nada mais recolhestes que necessidade e negações.
Irmãos que te pareciam sustentáculos da coragem tombaram no desânimo, em dificuldades nascentes; criaturas que supunhas destinadas à missão da benção, pela música de carinho que lhes vibrava na boca, amaldiçoaram leves espinhos que lhes roçaram a vestimenta; companheiros que se afiguravam troncos na fé resvalaram facilmente nos atoleiros da dúvida, e almas que julgavas modelos de felicidade e ternura abandonaram-te o clima de esperança, nas primeiras horas da luta incerta.
Sofres, exiges, indagas, desarvoras-te…
Trilhando o caminho da renovação que te eleva, solicitas circunstâncias e companhias em que te escores para seguir adiante; contudo, se estivesses no plano dos amigos perfeitos, não respirarias na escola do burilamento moral.
O Universo é governado por leis infalíveis.
“Daí e dar-se-vos-á” – ensinou Jesus.
Possuímos, desse modo, tão-somente aquilo que damos.
Se aspiras a receber a simpatia e a abnegação do próximo, começa distribuindo simpatia e abnegação.
O entendimento na Doutrina Espírita esclarece-nos a cada um que é loucura reclamar a santificação compulsória e, sim, que é dever simples de nossa parte operar a própria transformação para o bem, a fim de sejamos para os outros, ainda hoje, o que desejamos que sejam eles para nós amanhã.
É possível que estejas atravessando a estrada longa da incompreensão, pedregosa e obscura.
Façamos, porém, suficiente luz no próprio íntimo, e a noite, por mais espessa, será sempre sombra a fugir de nós.

Texto do Livro: Seara dos Médiuns
Pelo Espírito: Emmanuel
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier

impressora