Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA AUTO ESTIMA

“O mais importante para o homem é crer em si mesmo. Sem esta confiança em seus recursos, em sua inteligência, em sua energia, ninguém alcança o triunfo a que aspira.”
Thomas W. Atkinson

Amigos do Grupo

Na doutrina de Jesus “O Cristianismo” em momento algum ouvimos o Mestre se dirigir a nós seus irmãos, como irmãos menores, menos importantes para Deus devido a nossa infância moral. Jesus sabia da nossa ignorância mas sempre nos arremetia para o alto nos lembrando, “vós sois deuses, vós sois luzes, vós sois o sal da terra, sempre elevando nossa auto estima.

Alguns dicionários tem uma significação equivocada para auto estima pois a definem como altivez, arrogância, orgulho. Mas auto estima não deve ser confundida com estas posturas negativas. QuandoJesus nos ensinou a amar o próximo como a nós mesmos, estava nos chamando a nos amar, a ter amor próprio, auto confiança, segurança em nosso potencial, isso é auto estima, é saber que somos filhos de um Criador perfeito e chegaremos um dia a angelitude por nosso mérito.

É maravilhoso saber que Deus não tem filhos prediletos, nos ama a todos igualmente e sabe do nosso potencial para sermos melhores pessoas a cada dia até galgarmos a perfeição. Nós podemos, nós conseguiremos.

Como nos ensina o espírito Joanes pela psicografia de Raul Teixeira – Busque alicerçar sua vida na alegria de viver e na esperança, na certeza de que “não há mal que dure sempre” posto que Deus a tudo conduz e vela por todos os filhos, nas variadas situações do planeta.

Texto do Evangelho – Capítulo I – Não vim destruir a lei – item 10

TER FÉ EM SI MESMO

É por demais compreensível que, em virtude dos níveis de evolução em que ainda se acha a humanidade, encontramos crenças de conteúdos e particularidades tão variados, tão dispares, tão estranhos. Mas pelos raciocínios que adquirimos com a antropologia, não se pode pôr em duvida a existência do fenômeno da crença em diferentes estágios nos indivíduos, como em grupos sociais do mundo.

A formação doméstica da pessoa, a sua escolaridade, os níveis e as faces dessa escolaridade, a própria maturidade do individuo, tudo contribui para o universo das crenças ou para o fenômeno da fé.

Muita gente alega ter fé em Deus, em santos em elementais ou em orixás. Mas tem a fé do tamanho da sua formação intelectual, dos seus arcabouços morais e das suas reflexões filosóficas.

Entraríamos num labirinto sem fácil saída caso quiséssemos interpretar o fenômeno da fé de cada individuo, baseando-nos em todos os valores e desvalores que acumula em si.

Percebemos, porém, que independente de tudo em que se crê ou da fé que se possa ostentar, frágil ou robusta, nos poderes espirituais da vida tudo perderá o sentido ou terá nuanças muito prejudiciais se o individuo não acreditar em si próprio, se não tiver fé ou convicção nos valores que armazena no íntimo, nas conquistas de que é capaz e no poder de se desprender do erro, do mal e das sombras da ignorância que mutilam a existência.

Livro – Ações Corajosas Para Viver em Paz.
Espirito Benedita Maria/ psicografia Jose Raul Teixeira

impressora