Sistema de Dados

Perdeu sua senha?

Repositório de Dados

Perdeu sua senha?

SEMANA DA ACEITAÇÃO

Semana de 26/08 a 01/09

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e meu fardo é leve.”
Mateus, 11:28-30

AMIGOS

Aceitação não é desistir da luta, é o início da transformação interna, da transformação espiritual. É ato de força! É ato de fé! É procurar o entendimento das Leis que regem a vida – Leis Divinas, contidas em cada um de nós.
Não adianta “bater de frente” com a vida. A revolta, mágoas, rancor só nos causam mal, se você já fez tudo o que estava ao seu alcance para corrigir, para mudar algo e não conseguiu, chegou a hora de aceitar. Quando aceitamos a “vontade de Deus”, começamos a perceber os sinais de alternativas de solução.
Bem sabemos que não é tão fácil, e nos momentos em que se sentir em maior dificuldade, ora ao Pai e ele o aliviará. Quantas vezes for necessário recomeça. Ama, perdoa e seja paciente, e sentirá o Mestre Jesus sempre presente.

Texto do Evangelho para a semana: Cap. IX – Item 8 – Obediência e Resignação.

SIGAMOS ATÉ LÁ

“Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverdes em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.” – Jesus (João, 15:7.)
Na oração dominical, Jesus ensina aos cooperadores a necessidade de observância plena dos desígnios do Pai. Sabia o Mestre que a vontade humana é ainda muito frágil e que inúmeras lutas rodeiam a criatura até que aprenda a estabelecer a união com o Divino. Apesar disso, a lição da prece foi sempre interpretada pela maioria dos crentes como recurso de fácil obtenção do amparo celestial.
Muitos pedem determinados favores e recitam maquinalmente as fórmulas verbais. Certamente, não podem receber imediata satisfação aos caprichos próprios, porque, no estado de queda ou de ignorância, o espírito necessita, antes de tudo, aprender a submeter-se aos desígnios divinos, a seu respeito.
Alcançaremos, porém, a época das orações integralmente atendidas. Atingiremos semelhante realização quando estivermos espiritualmente em Cristo. Então, quando quisermos, ser-nos-á feito, porquanto teremos penetrado o justo sentido de cada coisa e a finalidade de cada circunstância. Estaremos habituados a querer e a pedir, em Jesus, e a vida se nos apresentará, em suas verdadeiras características de infinito, eternidade, renovação e beleza.
Na condição de encarnados ou desencarnados, ainda estamos caminhando para o Mestre, a fim de que possamos experimentar a união gloriosa com o seu amor. Até lá, trabalhemos e vigiemos para compreender a vontade divina.

Do Livro: Pão Nosso
Psicografia de: Francisco Cândido Xavier
Pelo Espírito: Emmanuel